Dengue

Prossegue em Jaraguá Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti

08 Nov 2016 - 10h32

A medida faz parte de um plano de ação da Secretaria de Estado da Saúde. Diante da expectativa de um verão de altas temperaturas e de clima úmido – condições propícias à proliferação do mosquito – é fundamental que as ações para eliminação de potenciais criadouros sejam intensificadas.


Dentre as medidas previstas está o Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti nos 50 municípios considerados infestados pelo mosquito e nas 22 cidades sob risco de infestação. E é este levantamento que os agentes estão fazendo em Jaraguá, a expectativa é visitar aproximadamente 2,4 mil residências em todos os bairros. De forma rápida em uma amostra dos imóveis existentes, o levantamento apresentará a realidade atual em relação aos principais depósitos encontrados no ambiente, potenciais criadouros do mosquito e o número de focos identificados durante as vistorias. Na última semana, conforme o coordenador do Programa de Combate à Dengue, Augusto Poffo, não foram localizados focos do mosquito em Jaraguá. No entanto, durante o ano de 2016 já foram contabilizados 17. Na região, apenas Jaraguá participa da ação, uma vez que, integra a lista das 22 cidades sob risco de infestação do mosquito.

Uma campanha de mídia já foi deflagrada no estado para lembrar a população sobre as atitudes que devem ser tomadas no dia a dia, em casa e no ambiente de trabalho, para eliminar recipientes que possam acumular água, manter as caixas d´água e cisternas vedadas e realizar a limpeza semanal daqueles locais que podem se tornar potenciais criadouros, como por exemplo, as calhas.
 

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Radar meteorológico não será mais instalado em Jaraguá do Sul

Um dos fatores para a decisão, de acordo com o coordenado regional da Defesa Civil, Osvaldo Gonçalves, foi a indefinição sobre a propriedade do local onde o instrumento seria instalado, no Morro Boa Vista
Radar meteorológico não será mais instalado em Jaraguá do Sul
Geral

Madeira de árvores derrubadas pelo ciclone podem ser usadas no reparo dos danos

Em caráter excepcional, a norma, elaborada pelo Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), levou em consideração a necessidade de material de construção, em especial de madeira
Madeira de árvores derrubadas pelo ciclone podem ser usadas no reparo dos danos
Segurança

Idoso armado com foice ameaça mulheres no Vila Lalau

Idoso armado com foice ameaça mulheres no Vila Lalau
Segurança

Homem esquece chave na ignição e moto desaparece em Jaraguá

O homem chamou a polícia às 4h35 desta terça-feira (7)
Ver mais de Geral