Delivery Much
GERAL

Projeto que reformula política sobre drogas vai ao plenário do Senado

08 Mai 2019 - 17h25Por Lígia Formenti

Sob os gritos de "glória a Deus" e aplausos de representantes de comunidades terapêuticas, o projeto de lei que reformula o Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas foi aprovado em duas comissões do Senado e segue nesta quarta-feira, 9, para o Plenário da casa. Se for aprovado, é encaminhado para sanção presidencial.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, autor do projeto no período em que era deputado federal acompanhou a votação e comemorou, ladeado de representantes de comunidades terapêuticas a aprovação. Entre eles, estava o ex-senador Magno Malta, dono de um centro de atendimento a dependentes e que, ao longo de seu mandato, se esforçou para ampliar a atuação desse tipo de serviço.

A tramitação no Senado do projeto foi a toque de caixa, graças a um acordo entre parlamentares, sobretudo da bancada evangélica. A meta era apressar a aprovação da proposta antes de o Supremo Tribunal Federal avaliar a permissão do uso de drogas. Terra acredita que a votação será ainda hoje. "O povo venceu", afirmava, eufórica, a presidente da Federação Centro Oeste das Comunidades Terapêuticas, Aerolenes Nogueira.

Embora festejado por parlamentares e por comunidades terapêuticas, o projeto é duramente criticado por grupos ligados a direitos humanos e à saúde coletiva. Uma das maiores queixas é de que a proposta prioriza e abre caminho para injetar recursos públicos nesses centros de atendimento - que são pouco fiscalizados, não têm regras específicas de funcionamento e, sobretudo, não tem amparo científico. "Há o risco de se transformarem em novos manicômios", afirmou o senador do PT de Pernambuco e ex-ministro da Saúde, Humberto Costa.

Semana passada, uma carta que reuniu cerca de 70 assinaturas de organizações não governamentais fez duras críticas ao projeto. Entre os retrocessos apontados estava o fato de que o texto, que trata do Sistema de Políticas sobre Drogas, ignorava um dos pilares atuais do atendimento a dependentes, que são os Centros de Atenção Psico-social (CAPS). Outra crítica é de que o projeto perde a oportunidade de fazer a distinção entre o que é tráfico e o que é porte de drogas.

Ao sair da votação, Terra rebateu as críticas feitas às comunidades terapêuticas e garantiu que o projeto representará um avanço. "Estamos há muito tempo sem uma política de drogas efetiva no Brasil. Vendo experiências serem feitas, com métodos de tratamento que não funcionam", disse. A Política aprovada agora reforça um decreto publicado pelo presidente Jair Bolsonaro, que segue a mesma linha. O texto editado pela presidência coloca a abstinência como principal estratégia para o tratamento de pacientes e deixa em segundo plano a redução de danos. Estratégia usada há 30 anos no País, a redução de danos tem como objetivo final a abstinência, mas todo progresso é desejado. "A política dá respaldo ao projeto do presidente e articula todas as questões importantes, inclusive avançando na avaliação das efetividade."

Sobre as críticas de que muitas comunidades terapêuticas são depósitos de pacientes, o ministro afirmou: "Existem CAPS que não funcionam, que estimulam o uso de drogas no Brasil, como existem comunidades que não funcionam. Pegar as que não funcionam, que são pouquíssimas, que não têm critérios adequados e dizer que todas são assim é um erro. Como também tem CAPs que funcionam."

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Vulcão Etna entra em erupção na Itália

Fenômeno foi visível na parte leste da Sicília
Geral

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União
INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro
Geral

Defesa Civil alerta para risco de deslizamento de terra em Jaraguá

Durante a madrugada, uma árvore caiu sobre uma casa, no bairro Tifa Monos, após um deslizamento de terra
Defesa Civil alerta para risco de deslizamento de terra em Jaraguá
Saúde

Guaramirim inicia vacinação contra a covid

Três profissionais do Centro de Triagem receberam as primeiras doses nesta terça-feira (19)
Guaramirim inicia vacinação contra a covid
Ver mais de Geral