Mês do Trânsito - Rádio
Geral

Professores fazem paralisação até sexta em defesa do piso salarial

14 Mar 2012 - 13h59

Os professores das redes públicas estadual e municipal de todo o país realizam, entre esta quarta-feira (14) e a sexta-feira (16), uma jornada de paralisações para defender que os governos cumpram a lei que instituiu o piso salarial nacional para a categoria. Neste ano, o Ministério da Educação reajustou o valor em 22,22%, para R$ 1.451. Os professores pedem ainda que o governo federal destine 10% do Produto Interno Bruto (PIB) à educação.


Os professores das redes públicas estadual e municipal de todo o país realizam, entre esta quarta-feira (14) e a sexta-feira (16), uma jornada de paralisações para defender que os governos cumpram a lei que instituiu o piso salarial nacional para a categoria. Neste ano, o Ministério da Educação reajustou o valor em 22,22%, para R$ 1.451. Os professores pedem ainda que o governo federal destine 10% do Produto Interno Bruto (PIB) à educação.

Segundo Roberto Leão, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), um balanço inicial da mobilização indica que as redes estaduais de 24 estados parou nesta quarta-feira, e redes municipais de 26 estados também tiveram as aulas suspensas.

O balanço sobre o número de escolas que efetivamente suspenderam as aulas será divulgado na sexta-feira, após envio das informações pelos estados.

A entidade divulgou, em seu site, a estimativa de participação das redes estaduais e municipais na mobilização. De acordo com a CNTE, apenas o Acre terá paralisação parcial, com aulas suspensas na sexta-feira. As aulas vão ser interrompidas em Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia

Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.Quatro estados também aderem ao movimento, mas já estão sem aulas por causa de greves por tempo indeterminado. São eles o Distrito Federal (em greve desde 12 de março), Goiás (desde 6 de fevereiro), Piauí (desde 27 de fevereiro) e Rondônia (desde 23 de fevereiro). Em Curitiba, uma assembleia no dia 8 de março decretou greve na rede muncipal a partir desta quarta-feira. Segundo a CNTE, na sexta-feira uma assembleia decidirá se a greve será mantida.

Segundo Roberto Leão, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), um balanço inicial da mobilização indica que as redes estaduais de 24 estados parou nesta quarta-feira, e redes municipais de 26 estados também tiveram as aulas suspensas.


O balanço sobre o número de escolas que efetivamente suspenderam as aulas será divulgado na sexta-feira, após envio das informações pelos estados.

A entidade divulgou, em seu site, a estimativa de participação das redes estaduais e municipais na mobilização. De acordo com a CNTE, apenas o Acre terá paralisação parcial, com aulas suspensas na sexta-feira. As aulas vão ser interrompidas em Alagoas, Amazonas, Amapá, BahiaCeará, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Quatro estados também aderem ao movimento, mas já estão sem aulas por causa de greves por tempo indeterminado. São eles o Distrito Federal (em greve desde 12 de março), Goiás (desde 6 de fevereiro), Piauí (desde 27 de fevereiro) e Rondônia (desde 23 de fevereiro). Em Curitiba, uma assembleia no dia 8 de março decretou greve na rede muncipal a partir desta quarta-feira. Segundo a CNTE, na sexta-feira uma assembleia decidirá se a greve será mantida.

GLOBO.COM

Matérias Relacionadas

Geral

Pagamento em dinheiro volta a ser aceito no transporte coletivo em Jaraguá

Desde a retomada do transporte público, o pagamento da passagem só era permitido com cartão TEM
Pagamento em dinheiro volta a ser aceito no transporte coletivo em Jaraguá
Solidariedade

Irmãos com 'olhos de vidro' precisam de ajuda para trocar as próteses

Jovens sofrem de uma doença chamada retinoblastoma, que é um tumor no globo ocular que comprometeu a visão
Irmãos com 'olhos de vidro' precisam de ajuda para trocar as próteses
Jaraguá do Sul

Voluntários do Hospital Jaraguá promovem bazar na antiga casa do Breithaupt

Conforme a coordenadora Izaura Herpich, há roupas para todas as idades, utensílios domésticos e acessórios, com preços a partir de R$ 1,00
Voluntários do Hospital Jaraguá promovem bazar na antiga casa do Breithaupt
Santa Catarina

Leilão de bens móveis que inclui aeronave do Estado tem fechamento de lotes nesta quarta-feira

A lista de itens disponíveis também inclui carros, impressoras, móveis e outros bens de consumo
Leilão de bens móveis que inclui aeronave do Estado tem fechamento de lotes nesta quarta-feira
Ver mais de Geral