Delivery Much
GERAL

Professor de instituto federal surta e faz alunos reféns no MT

10 Mai 2019 - 17h39Por Ana Paula Niederauer

Um professor do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), no centro de Cuiabá (MT), fez quatro alunos reféns em uma sala de aula, na manhã desta sexta-feira, 10. Durante 30 minutos, ele ficou no local com um machado e um facão, com o qual afiava uma estaca de madeira.

Segundo a Polícia Militar, o professor de Geotecnologia Roberto Solto enfrenta um quadro depressivo e teve um surto.

Enquanto estava preso na sala, um dos alunos ligou para a direção da escola e informou que o professor estava se comportando de maneira estranha e que tinha trancado a sala, de acordo com a assessoria de imprensa do IFMT. O aluno, que não quis se identificar, disse que ele gritava e falava "vocês vão ficar presos aqui dentro comigo".

Ainda segundo a PM, após conversa com o professor, policiais conseguiram retirar de sua posse o machado, o facão e a estaca de madeira. Os alunos que estavam reféns foram liberados.

Ele foi detido para registro de boletim de ocorrência e em seguida encaminhado para uma unidade de saúde.

O IFTM informou que o professor leciona no instituto há cerca de nove anos e que a instituição acompanha seu quadro de depressão. Segundo a universidade, os alunos que estavam dentro da sala de aula estão em atendimento psicológico.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Prefeitura de Jaraguá contrata estagiários de ensino superior

A partir desta quinta-feira (28) o formulário de inscrição já estará disponível
Prefeitura de Jaraguá contrata estagiários de ensino superior
Geral

Primeira plenária do ano da CDL de Jaraguá ocorre nesta quarta

Encontro online ocorre a partir das 19h30
Geral

Incêndio na boate Kiss completa oito anos sem julgamento dos réus

Tragédia resultou na morte de 242 pessoas e deixou 680 feridos
Incêndio na boate Kiss completa oito anos sem julgamento dos réus
Geral

Santa Catarina exigirá rastreabilidade do leite para dar mais segurança ao consumidor

Na prática, os estabelecimentos que recebem leite ou processam leite cru refrigerado terão que rastrear toda a matéria-prima e solicitar os exames de brucelose e tuberculose dos bovinos de seus fornecedores
Santa Catarina exigirá rastreabilidade do leite para dar mais segurança ao consumidor
Ver mais de Geral