dengue
Geral

Presidente da Acijs avalia como tímidas as medidas anunciadas em favor da indústria brasileira nesta semana

04 Ago 2011 - 17h59

O Plano Brasil Maior de incentivo à indústria nacional, anunciado pelo governo nessa terça-feira, dia 2, prevê corte de impostos de US$ 25 bilhões em dois anos. Uma das principais medidas é a desoneração da folha de pagamentos em setores intensivos em mão de obra, como confecções, calçados e artefatos, móveis e software. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a alíquota para o INSS passa de 20% para zero.


Contudo, em contrapartida, será cobrada uma contribuição sobre o faturamento, que terá alíquota a partir de 1,5%, de acordo com o setor. No caso de empresas de softwares, o ministro Guido Mantega informou que a contribuição será de 2,5% do faturamento. Para o presidente da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul, Durval Marcatto Júnior, finalmente o governo percebeu o que vem acontecendo com as indústrias brasileiras, que vêm perdendo muito com a concorrência, principalmente dos chineses.

[jwplayer mediaid="90541"]

Ainda de acordo com o empresário, as medidas anunciadas pelo governo são muito tímidas.

[jwplayer mediaid="90545"]

Outro ponto que deveria ser atacado mais fortemente, na opinião de Marcatto, é a valorização do dinheiro. Na avaliação dele ainda, as medidas não devem interferir no valor do dólar, que opera em baixa há vários meses.

[jwplayer mediaid="90543"]

O governo decidiu também estender por mais 12 meses a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados, o IPI, sobre bens de capital, material de construção, caminhões e veículos comerciais leves.


Outro estímulo ao investimento e inovação é a redução gradual do prazo para devolução dos créditos do PIS/Cofins sobre bens de capital. O prazo que era de 12 meses passará para apropriação imediata.

O governo decidiu estender o Programa de Sustentação do Investimento do BNDES até dezembro do próximo ano. O orçamento do PSI será de R$ 75 bilhões e serão mantidos os focos em produtos de bens de capital, inovação, exportação e pró-caminhoneiro. Serão incluídos também componentes e serviços técnicos especializados e equipamentos TICs, ônibus híbridos, Proengenharia e Linha Inovação Produção.

Rogério Tallini

Matérias Relacionadas

Geral

Confira as previsões do horóscopo para hoje

Saiba o que os astros reservam para você no amor, vida profissional e viagens
Confira as previsões do horóscopo para hoje
Geral

Teatro ContraPonto apresenta "Dom Quixote e os Ratinhos da Biblioteca" neste domingo na SCAR

A peça, de cerca de 55 minutos, conta a história de quatro ratinhos que moram em uma biblioteca e gostam muito de ler.
Teatro ContraPonto apresenta "Dom Quixote e os Ratinhos da Biblioteca" neste domingo na SCAR
Geral

Pesquisa do IBGE mostra a falta de identificação de ruas e endereços na região

Segundo os dados, Corupá tem 37% dos imóveis sem identificação oficial
Pesquisa do IBGE mostra a falta de identificação de ruas e endereços na região
Geral

Movimento Marcha do Silêncio de Jaraguá promove ação educativa de conscientização no trânsito

Ação ocorre neste sábado (15) em vários pontos da cidade
Movimento Marcha do Silêncio de Jaraguá promove ação educativa de conscientização no trânsito
Ver mais de Geral