GNet
concessão do "usucapião”

Prefeitura faz alerta quanto a concessão do "usucapião” em áreas irregulares

07 Fev 2017 - 17h26
Prefeitura faz alerta quanto a concessão do "usucapião” em áreas irregulares -

Uma situação preocupante tem ocorrido junto às comunidades localizadas em áreas irregulares em Jaraguá do Sul: a concessão do usucapião individual. Isto porque muitos dos proprietários desses imóveis acreditam que ao fazerem isso garantem também benefícios da gestão municipal como rede de esgoto, pavimentação, alvarás de construção, luz elétrica o que não é verdade. Isto porque, independente dessa concessão, o terreno continua em área irregular e, por lei, a Prefeitura não pode fazer qualquer benfeitoria ali sob risco de ser denunciada por improbidade administrativa.

Por definição o usucapião é o direito de domínio que uma pessoa adquire sobre um bem móvel ou imóvel em função de haver utilizado tal bem por determinado tempo contínua e incontestadamente – normalmente cinco, 10 ou 15 anos dependendo da metragem do terreno - como se fosse o real proprietário desse bem.

De acordo com o diretor de Habitação e Regularização Fundiária da Secretaria Municipal da Assistência Social e Habitação, Luís Fernando Almeida, hoje existe mais de 100 loteamentos irregulares em Jaraguá do Sul. “Por conta disso, algumas empresas que se dizem aptas a concretizar a regularização fundiária se aproveitam da ingenuidade dessas pessoas e cobram valores exorbitantes para dar entrada no processo do usocapião individual. Isso se constitui em fralde contra esse cidadão”, ponderou.

“Há denúncias que parte de algumas pessoas que moram em loteamentos irregulares aqui em Jaraguá do Sul de que algumas empresas estão se dirigindo inclusive em sedes de associações de moradores por meio de reuniões para oferecer um determinado serviço que caracteriza o usocapião individual dos lotes que estão nesses loteamentos”, descreveu Almeida.

“Um alerta que fazemos é que a regularização que eles (empresas) propõe é de forma individualizada. Fazendo essa regularização ou até mesmo dando o título para aquela determinada família não vai se resolver o problema da via pública, da construção de novos equipamentos públicos, enfim, o loteamento não irá se tornar regular dessa forma. O usucapião individual visa dar um título de propriedade àquele morador que habita em determinado lote. Já a regularização fundiária como um todo, que visa a urbanização daquele terreno irregular é totalmente diferente daquele trabalho que está sendo proposto por essas empresas. É um processo que demanda tempo, muitas vezes anos”, apontou.

Almeida orienta ao munícipe que sempre procure o setor de Habitação da Prefeitura pelos telefones  2106-8787, 2106-8636 ou pessoalmente na Diretoria de Habitação (rua Walter Marquardt, 1111, Barra do Rio Molha) para tirar dúvidas sobre o tema. Acrescenta ainda que a Diretoria da Habitação está atenta a essas situações e estuda medidas judiciais cabíveis para coibir esta prática futuramente., “Volto a dizer, se constitui numa fraude contra a boa fé das pessoas”, ponderou o diretor.

GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

Covid-19: 65 mil doses da Janssen chegam ao estado para o início da aplicação do reforço

Em Santa Catarina, 260.723 pessoas já estão aptas a receber a segunda dose da Janssen.
Covid-19: 65 mil doses da Janssen chegam ao estado para o início da aplicação do reforço
Economia

Santer lança empreendimentos de alto padrão no Litoral Norte Catarinense

Segundo o diretor da Santer, Fernando Silva, os lançamentos de alto padrão em Barra Velha e Penha atendem a um novo público, que está procurando as cidades não apenas para veraneio, mas também para moradia
Santer lança empreendimentos de alto padrão no Litoral Norte Catarinense
Geral

WEG desenvolve linha de revestimentos nanoestruturados em parceria com as Empresas Randon

Mais sustentável, mais resistente à corrosão e com melhor performance de brilho e cor, a linha New Tech chega ao mercado isenta de solventes, a base d'água e de nanopartículas.
WEG desenvolve linha de revestimentos nanoestruturados em parceria com as Empresas Randon
Geral

Feira do Livro de Jaraguá apresenta sessões diárias de contação de histórias

As apresentações ocorrem sempre às 15h e 19h e, no fim de semana, o público pode conferir as encenações distribuídas ao longo de todo o dia
 Feira do Livro de Jaraguá apresenta sessões diárias de contação de histórias
Ver mais de Geral