Mês do Trânsito - Rádio
Geral

Praga pode impedir crescimento da produção de arroz no Norte do Estado

15 Fev 2012 - 15h04

O clima está favorável para a colheita do arroz, que acontece de janeiro a março. Os dias de muito sol e pouca chuva nas últimas semanas permitiram que as colheitadeiras invadissem as plantações do Litoral Norte.

Mas, a expectativa dos rizicultores não é das mais otimistas. Os produtores estimam que a produção deve se manter no patamar do ano passado e de 2010, quando houve queda de cerca de 15% nj produção em relação a 2009, o melhor ano dos últimos quatro.

O presidente da Associação dos Rizicultores do Litoral Norte Catarinense (Arinca), Orlando Giovanella, avalia que dificilmente o volume deve ser superior às 2,9 milhões de sacas - 14 mil toneladas - produzidas em 2011. Segundo ele, o principal motivo é o ataque do fungo que causa a brusone, doença que atingiu parte das lavouras na época da floração do grão, no final do ano passado.

Giovanella explica que a chuva que caiu na segunda quinzena de dezembro impediu a fixação do pesticida, impedindo que o controle do fungo fosse realizado da forma adequada.

- Isso prejudicou a qualidade do grão, que ficou com um tamanho inferior ao ideal-, destaca, explicando que a praga costuma se proliferar principalmente em épocas de clima quente e úmido.

- Conheço agricultores que perderam até 20% da produção realizada até agora por causa do fungo.

É o caso do agricultor Alceu Jacomeli. Ele conseguiu fazer a colheita dos 15 hectares do terreno no bairro Brüderthal, no interior de Guaramirim, em apenas três dias. O trabalho resultou na produção de 1.810 sacas de 50 quilos, que foram vendidas para uma cerealista da região.

Mas ele esperava mais. Jacomeli calcula que, se o fungo não tivesse atacado a plantação, a produção poderia chegar ao mesmo volume de 2009, quando conseguiu colher 2.050 sacas.

- A brusone atingiu cerca de 15% da plantação-, lamenta o rizicultor.

Previsão

O agrônomo da Epagri em Massaranduba, Hector Silvio Haverroth, diz que, até agora, foi realizada 40% da colheita foi feita e metade das propriedades tiveram problemas com o brusone. Ele está mais esperançoso em relação à safra e acredita em crescimento.

- As propriedades que tiveram problema com o fungo em dezembro terão queda na produção. Mas a tendência é a situação melhorar, pois foi possível fazer um controle melhor com pesticidas onde o arroz floresceu depois das chuvas.

Ele explica que o ano de 2009 é usado como referência pelos agricultores da região, porque a produção foi acima da média. Naquele ano, só a cidade de Massaranduba - maior produtora do grão no Litoral Norte - atingiu 1,2 milhão de sacas.

Um ano depois, o excesso de calor na época da floração fez com que a produção caísse para aproximadamente um milhão. O número se repetiu em 2011, quando a colheita foi prejudicada pelas fortes chuvas do primeiro trimestre e muitas áreas de cultivo ficaram alagadas.

A NOTÍCIA

Matérias Relacionadas

Geral

Acidente aéreo na Ucrânia deixa pelo menos 26 mortos

Avião de transporte militar caiu durante voo de treinamento
Acidente aéreo na Ucrânia deixa pelo menos 26 mortos
Geral

Nasa anuncia programa para levar primeira mulher à Lua em 2024

Antes disso, agência lançará dois testes de voo ao redor do satélite
Nasa anuncia programa para levar primeira mulher à Lua em 2024
Saúde

Doações de órgãos caíram 40% com pandemia

Ministério da Saúde lançou hoje campanha para aumentar doações
Doações de órgãos caíram 40% com pandemia
Jaraguá do Sul

Jaraguá do Sul registra 38ª morte em decorrência do coronavírus

Nas últimas 24 horas foram 23 novos casos e 17 pessoas recuperadas
Jaraguá do Sul registra 38ª morte em decorrência do coronavírus
Ver mais de Geral