Imobiliária Coralli
Geral

Polícia continua investigação de acidente no porto de São Francisco do Sul

13 Jan 2012 - 14h53

As investigações sobre o acidente que causou a morte de dois funcionários no terminal portuário de São Francisco do Sul na manhã de quarta começaram à tarde e devem se prolongar por mais alguns dias.

Nesta quinta, peritos do porto, da Polícia Civil e engenheiros passaram o dia no local para descobrir as causas da queda de uma estrutura de ferro com cerca de quatro toneladas de soda em granel.

Segundo o delegado Ivan Brandt, até a próxima semana deve ser divulgado o resultado da perícia. O delegado prevê o mesmo prazo para começar a ouvir as pessoas que estavam no local no momento do acidente.

Os sindicatos que representam os trabalhadores portuários também acompanham os trabalhos. O presidente do Sindicato dos Estivadores, Vander Luis da Silva, dividiu na quinta entre ficar no porto e acompanhar o velório do amigo e associado Álvaro José da Costa Júnior, 36 anos, morto ao ser encoberto pelo pó de soda.

- Estamos aguardando o relatório da Polícia Civil para ver se existe algum laudo preliminar. Sei que já pediram a gravação das câmeras de vigilância, para ver se as imagens podem ajudar nas investigações -, afirma.

O presidente do Sindicato dos Arrumadores, Claudionor Marcelino, também vai acompanhar as investigações e exigir mudanças no ambiente de trabalho. O operário Ismael de Oliveira Costa, 53, associado à entidade, perdeu a vida ao ser esmagado pela estrutura de ferro e também foi sepultado nesta quinta.

- Queremos sugerir mudanças e cobrar equipamentos adequados -, diz.

Segundo o diretor superintendente do Terminal Portuário de SC (Tesc), José Eduardo Bechara, os procedimentos no porto estão sendo analisados para que outros acidentes sejam evitados. Para ele, é prematuro afirmar que havia problemas com os equipamentos.

- Até que seja feita a perícia e o laudo seja emitido, não se pode dizer que os equipamentos não estavam em condições -, afirma.

Ele diz que a prioridade, no momento, é o apoio às famílias das vítimas.

- O esforço está em confortar as famílias, inclusive com apoio psicológico.

DIÁRIO CATARINENSE

Matérias Relacionadas

Geral

Auxilio emergencial para trabalhadores da Cultura deve ser solicitado diretamente à Fundação Catarinense de Cultura

Auxilio emergencial para trabalhadores da Cultura deve ser solicitado diretamente à Fundação Catarinense de Cultura
Economia

Impactos negativos da covid-19 nas empresas diminuíram em agosto

Empresas de todos os portes relataram a melhora na percepção, diz IBGE
Impactos negativos da covid-19 nas empresas diminuíram em agosto
Educação

Após concluir avaliação semestral, Educação estima apoio pedagógico para 26% dos alunos da rede

Em decorrência da adaptação ao regime especial de atividades não presenciais, por conta da pandemia do coronavírus, neste ano os alunos foram avaliados por semestre, em vez da avaliação trimestral
Após concluir avaliação semestral, Educação estima apoio pedagógico para 26% dos alunos da rede
Saúde

Outubro Rosa chama a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama

Em Jaraguá do Sul, a Rede Feminina de Combate ao Câncer está à frente da Campanha que neste ano traz o tema “ A vida muda em um toque”
Outubro Rosa chama a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama
Ver mais de Geral