Caraguá
Saúde

Pesquisa revela que um em cada quatro brasileiros é hipertenso

30 Jun 2016 - 13h28
Pesquisa revela que um em cada quatro brasileiros é hipertenso -
O Ministério da Saúde divulgou nesta semana que um em cada quatro brasileiros é diagnosticado com hipertensão. Apesar de ser considerado alto, o índice tem se mantido estável, de acordo com dados da pesquisa Vigitel 2015. No ano passado, a doença afetava 24,9% da população, sendo que, em 2014, esse percentual foi de 24,8%. A doença atinge mais as mulheres e o número de casos cresce conforme aumenta a idade da população.

A Vigitel é uma pesquisa feita nas capitais brasileiras por telefone; em 2015, 54 mil pessoas maiores de 18 anos foram entrevistadas. Entre as cidades pesquisadas, o Rio de Janeiro apresenta o maior número de hipertensos, com 30,6% da população, e Palmas (TO) tem o menor índice, com 15,7%.

De acordo com a pesquisa, grande parte dos brasileiros não acredita que consome muito sal. Apenas 14,9% da população consideram seu consumo de sal alto ou muito alto, entretanto mais de 70% consomem sódio em excesso. Segundo o Ministério da Saúde, obrasileiro consome uma média de 12 gramas de sódio todos os dias. O valor é quase o dobro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de menos de 5 gramas por dia.

Os dados do Vigitel foram apresentados hoje, durante a divulgação dos resultados do acordo de redução de sódio em alimentos processados, firmado entre o Ministério da Saúde e a AssociaçãoBrasileira das Indústrias da Alimentação. Desde 2011, foram retiradas 14.893 toneladas de sódio dos produtos alimentícios. A meta é que as indústrias promovam a retirada voluntária de 28.562 toneladas de sal das prateleiras até 2020.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou, entretanto, que 75% do consumo de sódio no país estão associados à quantidade de sal adicionado pelos consumidores na preparação e no consumo dos alimentos. “Alguns países já proibiram saleiro na mesa dos restaurantes. Precisamos alertar para que as pessoas cooperem com a redução do consumo de sal”, disse.

Apesar de o índice de pessoas com hipertensão ter se mantido estável, houve redução de 33% na taxa de internações pela doença, passando de 61 para 41 internações por 100 mil habitantes. “Isso aconteceu em função de uma ação conjunta da saúde, acesso a medicamentos, redução de sódio e cuidado das próprias pessoas em fazer exercícios físicos. Tudo isso faz parte dos resultados e há comprovada relação entre consumo de sódio e hipertensão”, afirmou.

Segundo o ministério, o consumo excessivo de sódio é fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, que atualmente respondem por 72% das mortes no Brasil, como hipertensão, obesidade, osteoporose e problemas renais.

 

 

Jornal O Dia

Matérias Relacionadas

Geral

Músico de Guaramirim será indenizado pelo uso indevido de suas canções na internet

De acordo com a argumentação do músico, 19 canções próprias foram disponibilizadas no serviço de streaming oferecido pela plataforma (ré), sem os devidos créditos
Músico de Guaramirim será indenizado pelo uso indevido de suas canções na internet
Geral

Jaraguá em Dança invade o fim de semana

Serão sete sessões com 81 apresentações até domingo
Jaraguá em Dança invade o fim de semana
Geral

Estradas Quirino Lunelli e Alvino Germano Lenz serão pavimentadas

O prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, assinou nesta semana duas ordens de serviços que autorizam o início de pavimentações das duas vias do interior
Estradas Quirino Lunelli e Alvino Germano Lenz serão pavimentadas
Geral

Defesa Civil faz limpeza em pilares de pontes em Jaraguá do Sul

Desobstrução desses locais é uma medida preventiva, que visa facilitar o escoamento dos rios
Defesa Civil faz limpeza em pilares de pontes em Jaraguá do Sul
Ver mais de Geral