segunda, 22 de abril de 2019 - 02h31
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Geral

Pesquisa Fecomércio-SC revela gasto do turista no Carnaval 2013 e o impacto da festa no comércio

28 Fev 2013 - 16h06

Com o objetivo de mapear o turismo em uma época tão expressiva economicamente como o Carnaval, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio-SC) realizou pesquisa sobre o impacto da festa no comércio e hotéis e detalha o perfil do turista que esteve em Florianópolis, São Francisco do Sul, Laguna e Joaçaba. Foram realizadas entrevistas com 1290 turistas e em 522 em empresas, entre os dias 11 e 15 de fevereiro de 2013.


O carro foi o meio de transporte mais utilizado pelos turistas nos quatro destinos pesquisados e a grande maioria dos visitantes tem um perfil particular: é solteira e jovem, com idade entre 18 e 30 anos, assalariada, com renda entre R$ 1.418 e R$ 6.109 e prefere viajar em grupo. Na hora de gastar, o turista, de maneira geral, repetiu o comportamento para quitar as compras: pagou à vista (dinheiro, cartão de débito ou de crédito). Os gastos à vista foram a escolha de 80% dos turistas de Florianópolis, 83,3% em São Francisco do Sul, 100% em Laguna, e 97,4% em Joaçaba.

Avaliação do empresário

O levantamento indica também que o movimento no comércio foi avaliado como "muito bom" e "bom" por 57% dos empresários entrevistados em Florianópolis. Em São Francisco do Sul, o percentual das duas respostas atingiu 50%. Laguna foi a cidade onde o comércio teve o melhor movimento, segundo o empresariado: 64% deles comemoraram a data. Neste mesmo quesito, Joaçaba teve o percentual mais baixo de respostas positivas: 47%. Também foi descoberto que 84,6% dos estabelecimentos comerciais pesquisados contrataram funcionários extras para atender os turistas.

Gasto médio

Considerando a média ponderada dos gastos dos turistas, no município de Florianópolis, o gasto médio do turista no período do Carnaval foi de R$ 623,87, seguido por São Francisco do Sul (R$ 488,38) e Joaçaba (R$ 406,38). No município de Laguna, o gasto médio foi bastante inferior aos demais municípios analisados (R$ 173,44).

Perfil dos turistas

Os solteiros são a maioria em Florianópolis (71,6%), Laguna (68,3%) e Joaçaba (69,1%), diferindo apenas São Francisco do Sul, onde os visitantes que disseram ser casados ou ter união estável representaram maioria (60,2%).
A pesquisa mostra que a renda média familiar dos turistas que frequentaram as quatro cidades no Carnaval varia entre R$ 1.418 e R$ 6.109. Em Florianópolis, 26,4% dos turistas ganham entre R$ 3.764 e R$ 6.109. Nas cidades de São Francisco do Sul (40%), Laguna (42,3%) e Joaçaba (42%), a renda das famílias atinge o mesmo patamar: R$ 1.418 a R$ 3.763.

Ocupação profissional e escolaridade

Em todos os municípios da pesquisa, a maioria dos turistas se enquadra como assalariados. Laguna se destaca são 63,7%, seguida por Florianópolis, com 55,8%, São Francisco do Sul, com 53,2%, e Joaçaba, com 28,3%. Na Capital e em Joaçaba, a maioria dos turistas tem curso superior completo. Em São Francisco do Sul e Laguna, o grau de instrução com maior incidência no Carnaval foi de nível médio.

Odontocop - Abril