#ficaemcasa
Geral

Pesquisa Fecomércio-SC revela gasto do turista no Carnaval 2013 e o impacto da festa no comércio

28 Fev 2013 - 16h06

Com o objetivo de mapear o turismo em uma época tão expressiva economicamente como o Carnaval, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio-SC) realizou pesquisa sobre o impacto da festa no comércio e hotéis e detalha o perfil do turista que esteve em Florianópolis, São Francisco do Sul, Laguna e Joaçaba. Foram realizadas entrevistas com 1290 turistas e em 522 em empresas, entre os dias 11 e 15 de fevereiro de 2013.


O carro foi o meio de transporte mais utilizado pelos turistas nos quatro destinos pesquisados e a grande maioria dos visitantes tem um perfil particular: é solteira e jovem, com idade entre 18 e 30 anos, assalariada, com renda entre R$ 1.418 e R$ 6.109 e prefere viajar em grupo. Na hora de gastar, o turista, de maneira geral, repetiu o comportamento para quitar as compras: pagou à vista (dinheiro, cartão de débito ou de crédito). Os gastos à vista foram a escolha de 80% dos turistas de Florianópolis, 83,3% em São Francisco do Sul, 100% em Laguna, e 97,4% em Joaçaba.

Avaliação do empresário

O levantamento indica também que o movimento no comércio foi avaliado como "muito bom" e "bom" por 57% dos empresários entrevistados em Florianópolis. Em São Francisco do Sul, o percentual das duas respostas atingiu 50%. Laguna foi a cidade onde o comércio teve o melhor movimento, segundo o empresariado: 64% deles comemoraram a data. Neste mesmo quesito, Joaçaba teve o percentual mais baixo de respostas positivas: 47%. Também foi descoberto que 84,6% dos estabelecimentos comerciais pesquisados contrataram funcionários extras para atender os turistas.

Gasto médio

Considerando a média ponderada dos gastos dos turistas, no município de Florianópolis, o gasto médio do turista no período do Carnaval foi de R$ 623,87, seguido por São Francisco do Sul (R$ 488,38) e Joaçaba (R$ 406,38). No município de Laguna, o gasto médio foi bastante inferior aos demais municípios analisados (R$ 173,44).

Perfil dos turistas

Os solteiros são a maioria em Florianópolis (71,6%), Laguna (68,3%) e Joaçaba (69,1%), diferindo apenas São Francisco do Sul, onde os visitantes que disseram ser casados ou ter união estável representaram maioria (60,2%).
A pesquisa mostra que a renda média familiar dos turistas que frequentaram as quatro cidades no Carnaval varia entre R$ 1.418 e R$ 6.109. Em Florianópolis, 26,4% dos turistas ganham entre R$ 3.764 e R$ 6.109. Nas cidades de São Francisco do Sul (40%), Laguna (42,3%) e Joaçaba (42%), a renda das famílias atinge o mesmo patamar: R$ 1.418 a R$ 3.763.

Ocupação profissional e escolaridade

Em todos os municípios da pesquisa, a maioria dos turistas se enquadra como assalariados. Laguna se destaca são 63,7%, seguida por Florianópolis, com 55,8%, São Francisco do Sul, com 53,2%, e Joaçaba, com 28,3%. Na Capital e em Joaçaba, a maioria dos turistas tem curso superior completo. Em São Francisco do Sul e Laguna, o grau de instrução com maior incidência no Carnaval foi de nível médio.

Matérias Relacionadas

Educação

Faber-Castell abre 17 cursos de desenho gratuitos na quarentena

Os cursos podem ser feitos de forma individual, ou conjunta com os familiares, para estimular a interação entre todos
Faber-Castell abre 17 cursos de desenho gratuitos na quarentena
Saúde

Jovens de Brasília produzem máscaras em 3D e doam para hospitais

As máscaras são distribuídas gratuitamente em hospitais do Distrito Federal
Jovens de Brasília produzem máscaras em 3D e doam para hospitais
Geral

Criadas lentes de contato que corrigem visão de daltônicos

As lentes também poderão ser utilizadas para outras deficiências
Criadas lentes de contato que corrigem visão de daltônicos
Geral

Xiaomi lança boné com laser que promete tratar calvície

O boné leva o nome de Cosbeauty LLLT e a Xiaome garante cabelo saudável em 12 semanas
Xiaomi lança boné com laser que promete tratar calvície
Ver mais de Geral