Premix Concreto
Conhecimento

Pequena empresa de Jaraguá do Sul se transforma em fábrica de campeões

07 Nov 2012 - 22h25

É difícil que alguma empresa faça frente à pequena Berns Serviços de Usinagem, de Jaraguá do Sul, no índice de medalhas na Olimpíada do Conhecimento por metro quadrado. A competição é o maior torneio de educação profissional das Américas. Os seis profissionais que atuam na empresa são campeões estaduais e apenas um (ainda) não tem uma boa colocação na fase nacional. Na próxima semana, Guilherme Souza Eing representará Santa Catarina na ocupação de tornearia convencional na etapa nacional da competição, que reunirá mais de 600 estudantes de todo o país, em São Paulo. Ele terá o desafio de se equiparar aos chefes e aos colegas de trabalho em termos de bom desempenho.

A relação da pequena empresa com a Olimpíada do Conhecimento começou em 1994, muito antes de ela ser fundada, quando o primogênito da família Berns, Ivanildo, hoje com 36 anos, obteve o bronze em ferramentaria na etapa nacional do então Torneio Nacional de Educação Profissional, em São Paulo. Em 2002, o irmão mais novo Ivan, hoje aos 28 anos, foi o quinto colocado em usinagem convencional na fase nacional da Olimpíada do Conhecimento, em Porto Alegre. E foi o irmão do meio, Ismael, que está com 29 anos, que alcançou o ouro na edição de Belo Horizonte, em 2004, também em usinagem convencional, ocupação que não existe no World Skills.

Além da excelência profissional, os três demonstraram ter espírito empreendedor. Logo após a conquista nacional de Ismael, quando os três também atuavam como docentes no SENAI, resolveram investir no próprio negócio. A nova empresa se posicionou no mercado para atender o setor do vestuário, produzindo peças de reposição dos equipamentos, com serviços de usinagem convencional e a CNC e consultoria.

Além de gerir a empresa, os três irmãos põem a mão na massa, junto com seus três funcionários, estes também vencedores da Olimpíada do Conhecimento. Detalhe: a empresa não contrata os campeões, mas ajuda a treinar jovens promissores, algo que os Berns fazem também pelo prazer de reviver os momentos mágicos da competição.

Foi desta forma que entraram na empresa Alessandro Weiss, hoje com 25 anos e que foi prata em fresagem, em 2006 no Recife, e Eduardo Fodi, atualmente aos 22 anos, que foi o nono colocado em tornaria convencional em 2008, na capital paranaense. Agora chegou a vez de Guilherme Souza Eing, que está em preparação para etapa nacional. Ismael Berns acredita que é um processo em que os dois lados ganham. "A empresa se beneficia dos conhecimentos e competências que os competidores trazem das provas, mas precisa oferecer uma contrapartida, que é a liberação dos funcionários para a competição", afirma. Além de Guilherme, os irmãos Berns estão ajudando a treinar o competidor Hallan Rhuan Dalagnoli, de Brusque, que compete em Fresagem.

Berns acredita que o processo leva o estudante a um crescimento pessoal e profissional ímpar, e por isso apoia os colaboradores que competem. "O Guilherme passou uma semana treinando dentro da fábrica de equipamentos. É uma oportunidade única para a pessoa. Em todo o processo de preparação, o competidor absorve informações que melhoram seu processo profissional e pessoal", acrescenta.

Ismael Berns sabe que a empresa está apoiando possíveis futuros concorrentes. "Eles se tornam profissionais muito requisitados e valorizados. Sabemos que chegará um ponto em que não poderemos competir com eles, ou mesmo eles podem seguir nosso exemplo e montar seu próprio negócio. Mas se essa preocupação for um obstáculo, nunca ninguém será treinado", afirma.

Guilherme está com a expectativa de obter bons resultados. "Espero realmente que a medalha venha. O meu treinamento foi puxado e o desenvolvimento é notável. Tive todo o apoio que precisei da família". Ele aprova todo o processo: "no final tudo vale a pena. Quem estiver em dúvida se participa ou não da Olimpíada do Conhecimento, pode ter certeza que é muito gratificante".

(publicação da Fiesc/Assessoria de Imprensa)

Matérias Relacionadas

Geral

Livro Dianna - Me permitindo, escrito pela jaraguaense Juliana Negri, ganha edição impressa

Livro Dianna - Me permitindo, escrito pela jaraguaense Juliana Negri, ganha edição impressa
Geral

Grupo Menegotti, de Jaraguá do Sul, é finalista no Desafio 4.i da IEL

O foco foi a inovação, a competitividade e a sustentabilidade. Após a divulgação do desafio, os estudantes tiveram 48 horas para estudar o assunto e apresentar uma ideia. 
Grupo Menegotti, de Jaraguá do Sul, é finalista no Desafio 4.i da IEL
Esportes

Lançado edital para construção do Centro de Treinamento Esportivo de Jaraguá

O prazo para conclusão do Centro Esportivo é de 180 dias a partir da assinatura da ordem de serviço
Lançado edital para construção do Centro de Treinamento Esportivo de Jaraguá
Geral

Fim de semana com previsão de chuva e temporais isolados

Ver mais de Geral