Geral

Para se recuperar, Sony planeja cortar 10 mil postos de trabalho

09 Abr 2012 - 17h31

A multinacional japonesa Sony planeja cortar dez mil postos de trabalho, cerca de 6% de seu quadro de funcionários, possivelmente no final deste ano, informou nesta segunda-feira o jornal econômico Nikkei.


Um porta-voz de Sony consultado se limitou a dizer que por enquanto não há um anúncio oficial, embora o Nikkei, garanta que metade da redução proviria da integração de operações da divisão de produtos químicos com a de telas LCD.

Entre abril e dezembro de 2011, primeiros nove meses do ano fiscal no Japão, o gigante tecnológico perdeu US$ 2,7 bilhões e espera-se que o resultado do ano fiscal que concluiu no dia 31 de março reflita números vermelhos pelo quarto exercício consecutivo.

Por enquanto se desconhece quais países e regiões serão afetados pelos cortes da Sony, que atualmente conta com pouco mais de 168 mil funcionários no mundo todo.

A multinacional japonesa Sony planeja cortar dez mil postos de trabalho, cerca de 6% de seu quadro de funcionários, possivelmente no final deste ano, informou nesta segunda-feira o jornal econômico Nikkei.

Um porta-voz de Sony consultado se limitou a dizer que por enquanto não há um anúncio oficial, embora o Nikkei, garanta que metade da redução proviria da integração de operações da divisão de produtos químicos com a de telas LCD.

Entre abril e dezembro de 2011, primeiros nove meses do ano fiscal no Japão, o gigante tecnológico perdeu US$ 2,7 bilhões e espera-se que o resultado do ano fiscal que concluiu no dia 31 de março reflita números vermelhos pelo quarto exercício consecutivo.

Por enquanto se desconhece quais países e regiões serão afetados pelos cortes da Sony, que atualmente conta com pouco mais de 168 mil funcionários no mundo todo.


A expectativa é que a redução seja realizada em vários departamentos, inclusive nos relacionados com desenvolvimento, produção, vendas e administração, segundo o jornal japonês. O gigante eletrônico anunciou em março sua intenção de vender seu ramo de produtos químicos ao Banco de Desenvolvimento do Japão, entidade de capital público, como parte de sua estratégia de reorganizar suas divisões para conseguir maior sinergia, especialmente nas operações de eletrônica.

Além disso, no dia 1º de abril, a Sony e os também japoneses Toshiba e Hitachi uniram suas operações de fabricação de telas LCD pequenas e médias dirigidas a tablets, smartphones e outros dispositivos móveis. A estratégia atual do grupo presidido por Kazuo Hirai passa por acelerar sua consolidação, desprendendo-se das operações que não estejam vinculadas com sua atividade principal

A expectativa é que a redução seja realizada em vários departamentos, inclusive nos relacionados com desenvolvimento, produção, vendas e administração, segundo o jornal japonês. O gigante eletrônico anunciou em março sua intenção de vender seu ramo de produtos químicos ao Banco de Desenvolvimento do Japão, entidade de capital público, como parte de sua estratégia de reorganizar suas divisões para conseguir maior sinergia, especialmente nas operações de eletrônica.

Além disso, no dia 1º de abril, a Sony e os também japoneses Toshiba e Hitachi uniram suas operações de fabricação de telas LCD pequenas e médias dirigidas a tablets, smartphones e outros dispositivos móveis. A estratégia atual do grupo presidido por Kazuo Hirai passa por acelerar sua consolidação, desprendendo-se das operações que não estejam vinculadas com sua atividade principal.

TERRA.COM.BR

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Celebrações marcam os 15 anos da morte de Padre Aloísio Boeing

Padre Aloísio morreu no dia 17 de abril de 2006 e foi sepultado no jardim, ao lado da Igreja Nossa Senhora do Rosário, no Bairro Nereu Ramos
Celebrações marcam os 15 anos da morte de Padre Aloísio Boeing
Geral

Casa é destruída por incêndio em Schroeder

Fato ocorreu na tarde de quarta-feira (14) na rua Leopoldo Prust, bairro Braço do Sul em Schroeder.
Casa é destruída por incêndio em Schroeder
Esportes

Secretaria de Esporte seleciona alunos para a prática do tiro ao alvo

Para participar da seleção é preciso ser brasileiro nato ou naturalizado, residir em Jaraguá do Sul e ter idade mínima seis anos completos até a data da inscrição
Secretaria de Esporte seleciona alunos para a prática do tiro ao alvo
Política

Vereadores autorizam recursos para manutenção de cemitérios em Guaramirim 

Aprovado em segundo turno, o projeto segue agora para sanção do prefeito Luis Chiodini (PP).
Vereadores autorizam recursos para manutenção de cemitérios em Guaramirim 
Ver mais de Geral