Séculus
Papa Francisco

Papa deve evitar condenar embargo contra Cuba durante visita aos EUA

23 Set 2015 - 13h41
Papa deve evitar condenar embargo contra Cuba durante visita aos EUA -

Apesar de a Igreja Católica condenar o embargo econômico dos EUA a Cuba, o papa Francisco não deve pedir de maneira explícita o levantamento das sanções à ilha nos pronunciamentos que fará em território americano, afirmou ontem o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.


“A posição da Igreja e do papa em relação ao embargo é crítica, porque ele é considerado uma fonte de sofrimento para o povo (cubano)”, declarou Lombardi em entrevista em Washington, onde o papa Francisco desembarcou ontem, vindo de Cuba.


Segundo ele, o pontífice falará do processo de reaproximação entre Washington e Havana, mas não deverá tratar de maneira específica do levantamento das sanções.

A bordo do avião que o levou a Washington, o papa confirmou que não abordará de maneira “concreta” a questão do embargo no discurso que fará no Congresso dos EUA amanhã – o primeiro da história.

“O bloqueio é parte das negociações. Ambos os presidentes se referiram a isso. É uma coisa pública que vai na direção de boas relações que estão buscando. Desejo que se chegue a um acordo satisfatório”, ressaltou o papa, em relação às negociações entre os presidentes Barack Obama e Raúl Castro.

Francisco afirmou desconhecer a informação de que dissidentes cubanos foram detidos quando tentaram se encontrar com ele em Cuba. Mas o pontífice ressaltou que os opositores do governo – e outros grupos – solicitaram audiência a ele e o pedido não foi atendido.

O porta-voz do Vaticano ressaltou que a decisão do pontífice de visitar os dois países na mesma viagem tem o objetivo de encorajar a normalização das relações bilaterais, depois de um rompimento de 53 anos. A visita a Cuba teve ainda a missão adicional de ajudar a Igreja Católica a “estar viva em uma situação difícil”, observou.

Lombardi ressaltou que a instituição pode estimular avanços na sociedade cubana na direção de “participação, liberdade, diálogo e reconciliação”.


Dando início à primeira visita aos EUA em seus 78 anos de vida, Francisco chegou ontem a Washington às 15h49 (16h49 de Brasília). O papa foi recebido na Base Aérea de Andrews por Obama, a primeira-dama Michelle Obama e as duas filhas do casal, Sasha e Malia.

Na base aérea, o pontífice embarcou em um Fiat 500 em direção à Nunciatura Apostólica, onde ficará hospedado. “A caravana tinha grandes carros e um pequeno carro. Era o carro do papa, o menor deles”, brincou Lombardi no início da entrevista.

O primeiro compromisso do papa nos EUA será um encontro com Obama na manhã de hoje, na Casa Branca. O porta-voz de Obama, Josh Earnest, afirmou ontem que o presidente não chegará à reunião com o pontífice munido de uma “agenda política”, mas ressaltou que os dois líderes têm posições semelhantes em relação a vários temas.

Ambos defendem um ambicioso compromisso mundial de combate à mudança climática, são favoráveis a medidas de inclusão de imigrantes e uniram esforços nas negociações que levaram EUA e Cuba a anunciarem em dezembro o restabelecimento de relações.

O papa visitará três cidades – Washington, Nova York e Filadélfia – e falará para públicos distintos. Hoje à tarde, Francisco celebra uma missa em espanhol para a canonização de Junípero Serra, que será o primeiro santo latino dos EUA.

Na sexta-feira, ele se dirigirá a líderes mundiais na ONU, quando deve pedir medidas de combate ao aquecimento global e de amparo a refugiados e imigrantes.

Fonte: Estadão

GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica

Campanha Sinal Vermelho auxiliará mulheres de modo discreto e sigiloso
Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica
Saúde

Covid-19: Jaraguá antecipa vacina Pfizer para quem tomou a D1 até 31/8

Lembrando que a Central de Vacinas Covid-19 não atenderá mais aos domingos
Covid-19: Jaraguá antecipa vacina Pfizer para quem tomou a D1 até 31/8
Geral

Cães são encontrados mortos em sacos de lixo em Jaraguá

Animais estavam dentro de um 'Saco Verde', junto com material reciclável
Cães são encontrados mortos em sacos de lixo em Jaraguá
Educação

Jaraguá define calendário de matrículas e rematrículas na rede municipal de ensino

As escolas seguirão todos os protocolos se segurança contra a covid-19, nos casos em que seja necessário a presença das famílias para as matrículas e rematrículas.
Jaraguá define calendário de matrículas e rematrículas na rede municipal de ensino
Ver mais de Geral