Geral

Operação de retirada do barco que naufragou no Lago Paranoá será concluída neste sábado

28 Mai 2011 - 11h42

Problemas com uma das boias de flutuação, que teve que ser trocada, atrasando a operação de retirada do barco que afundou no Lago Paranoá, matando nove pessoas, impediram que os trabalhos de içamento fossem concluídos nesta sexta-feira. A embarcação, que está apenas com parte da proa fora da água, só deverá ser completamente içada amanhã.

Segundo a major do Corpo de Bombeiros, Vanessa Malaquias, uma das coordenadoras da operação junto com o major Maximiano Luciano da Rosa, os trabalhos serão retomados às 7h.

- O barco está na posição vertical, o rebocador puxou bastante facilitando o nosso trabalho, amanhã, a partir das 7h, daremos continuidade ao procedimento, mantendo o mesmo número de mergulhadores. Por isso, precisamos poupá-los hoje. A intenção é colocar o barco na posição de navegação, para ancorá-lo, e levá-lo a um local privado, a apedido da Marinha, que irá, juntamente com a Polícia Civil, periciar o barco.

O comandante da operação, o tenente-coronel Negrão, do Corpo de Bombeiros, disse que a embarcação está encalhado, mais ou menos, a 200 metros das margens do Lago Paranoá, e a 13 metros de profundidade, apenas com uma parte da proa visível.

O Imagination afundou no último domingo, quando funcionários do bufê, cujo proprietário era também dono do barco, participavam de uma confraternização da empresa. O bufê organizava, com frequência, festas no Lago Paranoá. De acordo com a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros, 94 pessoas sobreviveram a naufrágio.

O retirada do barco do fundo do lago é fundamental para as investigações da Polícia Civil, que terá o apoio da Marinha para descobrir as possíveis causas do acidente. A superlotação é uma das hipóteses que estão sendo investigadas para o acidente.

AGÊNCIA BRASIL

DIÁRIO CATARINENSE

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Decreto prorroga auxílio emergencial aos trabalhadores da cultura

Nova norma afasta incertezas sobre benefício da Lei Aldir Blanc
Geral

Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões

Número é maior que população porque muitos têm mais de um chip
Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões
Geral

Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento

Campanha Vacina Ação Solidária inicia nesta terça-feira (6) no Pavilhão A do Parque Municipal de Eventos. Quem for se vacinar, pode levar um quilo de alimento não perecível. Se puder e quiser
Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento
Saúde

Hemosc necessita de doações de sangue para manter estoques

A doação de sangue está funcionando com horário agendado previamente, que pode ser por telefone ou diretamente no site
Hemosc necessita de doações de sangue para manter estoques
Ver mais de Geral