Geral

Operação contra o tráfico e corrupção detém 14 suspeitos no Rio

11 Abr 2012 - 17h15

Subiu para 14 o número de pessoas detidas durante a operação deflagrada na manhã desta quarta-feira contra suspeitos de associação para o tráfico de drogas e corrupção ativa no Rio e em São Paulo. Entre os detidos há 12 adultos e dois adolescentes.


Segundo o Ministério Público do Rio, todas as prisões contabilizadas até o momento ocorreram no Rio. Ainda não há um balanço das pessoas presas em São Paulo.

Ao todo, foram expedidos 19 mandados de prisão temporária e 20 de busca e apreensão, que deverão ser cumpridos nos municípios do Rio, Duque de Caxias, Teresópolis, Araruama, Rio das Ostras e em São Paulo.

A operação foi deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público do Estado do Rio e a CI (Coordenadoria de Inteligência) da Polícia Militar.

Na região serrana, cerca de 50 policiais do 30º Batalhão da PM realizam uma incursão na favela da Coreia, com o auxílio de cães farejadores. Eles buscam por traficantes que migraram da favela do Mandela, no Complexo da Maré. Um dos chefes do tráfico local, conhecido pelo apelido de Bin Laden, está entre os presos. Foi apreendida grande quantidade de maconha e cocaína na região.

As investigações, segundo o Gaeco, começaram em novembro do ano passado, em Teresópolis, após traficantes tentarem subornar PMs para que o tráfico na região não fosse reprimido. Os policiais levaram o caso ao Ministério Público. Os investigadores concluíram que a favela Mandela é um dos principais pontos de distribuição de drogas para diferentes bairros e municípios do Rio de Janeiro.


A investigação demonstrou que em razão da implementação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) e a prisão de muitos integrantes de facções criminosas, traficantes constituíram um aliança com uma facção que age em São Paulo, de onde passaram a trazer parte do material entorpecente, afirmou em nota o Ministério Público.

Desde o início da manhã, cerca de 500 policiais militares do Bope (Batalhão de Operações Especiais), do Batalhão de Choque, da Coordenadoria de Inteligência, do Grupamento Aéreo e Marítimo, do Batalhão de Ações com Cães e do 30º Batalhão da PM participam das buscas pelos suspeitos, com o apoio dos promotores do Gaeco.

FOLHA.COM.BR

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Concluídas pavimentações em mais duas ruas de Jaraguá

Mais de 30 obras estão em andamento neste momento no município, com investimento de mais de R$ 30 milhões.
Concluídas pavimentações em mais duas ruas de Jaraguá
Economia

Emissão de alvarás de construção em Jaraguá cresce quase 70% em 2021

Nos três primeiros meses deste ano, a Prefeitura emitiu 366 alvarás de construção. Contra 218 no mesmo período do ano passado
Emissão de alvarás de construção em Jaraguá cresce quase 70% em 2021
Geral

Prefeitura firma parceria para repasse de recursos para a Apae de Guaramirim

Valor repassado será de R$ 730 mil 
Prefeitura firma parceria para repasse de recursos para a Apae de Guaramirim
Geral

Cinco hábitos essenciais para manter o seu imóvel seguro

Aprenda dicas importantes para manter sua casa sempre segura. Proteja o seu imóvel em Jaraguá do Sul
Cinco hábitos essenciais para manter o seu imóvel seguro
Ver mais de Geral