CMJS - Novembro
Gripe

Número de mortos por H1N1 sobe no Brasil

30 Jun 2016 - 13h59
Desde o início do ano até o dia 18 de junho, 1.121 pessoas morreram em decorrência do vírus H1N1 no Brasil, segundo novo informe epidemiológico publicado pelo Ministério da Saúde. Em uma semana, desde a divulgação do boletim anterior, foram registradas 118 novas mortes pelo vírus.

No ano passado inteiro, o país registrou 36 mortes por H1N1; em 2014, tinham sido 163 mortes e, em 2013, 768 óbitos pelo vírus.

Ao todo, foram notificados 5.871 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1 ao longo de 2016. A SRAG é uma complicação da gripe. Em uma semana, foram registrados 657 novos casos de SRAG por H1N1 no país.

Além das mortes pela influenza A/H1N1, houve ainda 110 mortes por outros tipos de influenza. São Paulo foi o estado com o maior número de mortes por influenza, correspondendo a 41,7% do total no país.

Número de mortes por H1N1 por estado
São Paulo: 475
Rio Grande do Sul: 132
Paraná: 112
Mato Grosso do Sul: 59
Goiás: 56
Rio de Janeiro: 46
Espírito Santo: 43
Santa Catarina: 42
Minas Gerais: 30
Bahia: 24
Pará: 23
Pernambuco: 14
Distrito Federal: 13
Paraíba: 11
Ceará: 10
Rio Grande do Norte: 7
Mato Grosso: 7
Alagoas: 5
Amapá: 4
Amazonas: 4
Acre: 2
Maranhão: 1

Matérias Relacionadas

Educação

UniSociesc recebe Top de Marketing em quarta-feira de premiações na Fiesc

Instituição foi vencedora na categoria Serviços no evento promovido pela ADVB/SC (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina)
UniSociesc recebe Top de Marketing em quarta-feira de premiações na Fiesc
Jaraguá do Sul

Cadastro e recadastramento nas creches ocorrerão a partir de segunda

O horário de atendimento é das 7h30 às 12 horas e das 13 às 17h30. É necessário estar com toda documentação exigida
Santa Catarina

Detran oferece versão digital da CNH antes da impressa

Santa Catarina é um dos quatro estados do país a oferecer mais essa comodidade aos condutores
Detran oferece versão digital da CNH antes da impressa
Saúde

Com a chegada do verão aumenta o risco de proliferação do mosquito Aedes aegypti

Diretor da Vigilância em Saúde sugere o uso do PEV para evitar acúmulo de materiais como pneus em áreas residenciais e criação de novos focos do transmissor da dengue, chikungunya e zica.
Com a chegada do verão aumenta o risco de proliferação do mosquito Aedes aegypti
Ver mais de Geral