Imobiliária Coralli
Geral

Mulher atropelada pelo trem permanece na UTI

27 Fev 2013 - 21h09

Permanece internada na UTI do Hospital São José a mulher de 27 anos que teve as pernas amputadas ao ser atingida pelo trem em Corupá, na tarde desta quarta-feira (27).


Por volta das 17h o Corpo de Bombeiros Voluntários de Corupá e a Polícia Militar foram informados sobre um acidente com o trem, na localidade de Rio Natal, interior do município, há oito quilômetros do Centro. Terezinha Neubauer teria sido atingida pela composição. Chegando ao local, os bombeiros encontraram a mesma viva, mas com as duas pernas amputadas e a conduziram ao Hospital e Maternidade São José, em Jaraguá do Sul. Os bombeiros acionaram o helicóptero Águia da Polícia Militar, mas a equipe do Águia está em Curitiba-PR. As causas do acidente não foram informadas. A família mora no Rio Natal, próximo ao local onde ocorreu o fato. Enquanto a mulher era socorrida pelos Bombeiros, policiais militares procuravam o filho dela de oito anos, que estuda pela manhã na Escola São José, no Centro de Corupá e é portador de necessidades especiais. A criança foi localizada em casa e passa bem. Ainda na tarde de ontem o repórter Rogério Tallini conversou com o bombeiro José Carlos que contou como foi o atendimento.

[jwplayer mediaid="64163"]

E esta não foi à primeira vez em que Terezinha se envolve em um acidente com o trem. No dia 4 de fevereiro de 2009 ela foi atingida pela locomotiva ao atravessar a ponte férrea, que passa sobre um riacho na comunidade Osvaldo Amaral, também em Corupá.

Terezinha saiu de casa, acompanhada do filho, na época com cinco anos, para ir à casa de uma vizinha dar comida para um cachorro. Para encurtar o trajeto, costumava atravessar a ponte férrea, que passa sobre um riacho. Logo que os dois entraram na ponte não perceberam a aproximação do trem. Na época ela relatou que eram apenas duas máquinas e não viu que estavam tão perto. Só teve tempo de se virar de costas e colocar o filho no lado da ponte. Depois sentiu a batida do trem nas costas e se jogou da ponte.

O menino ficou pendurado pelas mãos numa das barras de ferro da ponte que não é larga e a máquina ocupa todos os espaços. O trem passou por cima de onde a criança ficou. Aí o maquinista viu, fez o resgate da criança e chamou os bombeiros. Após se jogar, Terezinha desmaiou. Ela ficou com o corpo no riacho e por pouco não morreu afogada. A dona de casa ficou internada no hospital por sete dias para se tratar dos ferimentos nas costas, no rosto e também de uma hemorragia interna que foi contida com medicamentos.


O menino sofreu um corte na testa e também foi atendido no Hospital São José e recebeu sete pontos na cabeça. Ele foi liberado no mesmo dia do acidente.

A linha férrea que passa na região do Vale do Itapocu é controlada pela América Latina Logística (ALL). O trecho entre Corupá e Guaramirim é usado por trens de carga e tem aproximadamente 23 quilômetros.

ROGÉRIO TALLINI / JANICI DEMETRIO

Matérias Relacionadas

Economia

Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro

No acumulado do ano, total de requerimentos sobe 6,7%
Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro
Esportes

Organizadores de Tóquio propõem redução de funcionários nos Jogos

Também é cogitada a redução do funcionamento dos espaços para treinos
Organizadores de Tóquio propõem redução de funcionários nos Jogos
Variedades

Cultivo de Plantas Alimentícias Não Convencionais é tema de curso online da Epagri no dia 30

Não é preciso se inscrever para participar do curso, basta acessar o link no dia e hora marcados
Geral

Acidente aéreo na Ucrânia deixa pelo menos 26 mortos

Avião de transporte militar caiu durante voo de treinamento
Acidente aéreo na Ucrânia deixa pelo menos 26 mortos
Ver mais de Geral