dengue
Geral

MPF decide investigar suposto enriquecimento ilícito de Palocci, diz jornal

27 Mai 2011 - 11h04

O Ministério Público Federal teria aberto uma investigação para apurar o suposto enriquecimento ilícito do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. De acordo com reportagem publicada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo, o foco da ação é apurar se a evolução patrimonial do ministro é compatível com os ganhos de sua empresa. No ano passado, a empresa de consultoria de Palocci, a Projeto, teve um faturamento bruto de R$ 20 milhões e o ministro teria multiplicado seu patrimônio por 20 em quatro anos (2006-2010) - período em que ele foi deputado federal e consultor.

De acordo com o jornal, o Ministério Público do Distrito Federal pediu ontem à Receita Federal cópia da declaração do Imposto de Renda da empresa. A Projeto terá que informar - nos próximos 15 dias - a relação de seus clientes e serviços prestados, como cópia de pareceres e registros de reuniões. Caso contrário, Palocci pode responder por improbidade administrativa, o que significa "auferir qualquer tipo de vantagem patrimonial indevida em razão do exercício de cargo" ocupado.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, também pediu informações a Palocci para decidir se abre investigação contra o ministro na área criminal. O procurador avalia, por exemplo, se houve tráfico de influência.

Até ontem, Palocci não havia enviado a justificativa à Procuradoria-Geral. No entanto, o ministro adiantou para senadores algumas das explicações encaminhará para a Procuradoria-Geral. Palocci disse que "era bem pago, sim" pelos serviços de consultoria e garantiu estar "tranquilo" quanto à legalidade de suas atividades na empresa Projeto.


Dilma defende Palocci em evento

Também ontem, a presidente Dilma fez uma defesa veemente de Palocci durante uma solenidade pública de assinatura de convênios para a construção de quadras esportivas em escolas, na qual o ministro estava presente.

- Palocci está dando todas as explicações. Espero que essa questão não seja politizada como (foi) ontem - disse a presidente, numa referência à questão levantada pelo PSDB em torno da restituição do imposto de renda da empresa WTorre, para a qual o ministro Palocci prestou consultoria.

Dilma considerou o episódio "lastimável" e explicou que a Receita Federal demorou dois anos para fazer a restituição do imposto de renda à empresa e que uma decisão judicial determinou o pagamento.

- Não se trata de nenhuma manipulação. Lamento essa questão estar sendo politizada. O Palocci está dando todas as explicações - reafirmou Dilma, completando que o ministro continuará prestando todos os esclarecimentos sobre o aumento do seu patrimônio nos últimos anos.

 

 

Fonte: ZERO HORA

Matérias Relacionadas

Geral

Trabalhador morre após cair de oito metros de altura em Guaramirim

Homem fazia serviços elétricos quando caiu de um andaime.
Trabalhador morre após cair de oito metros de altura em Guaramirim
Geral

Celesc divulga relação de documentos esquecidos na Unidade de Jaraguá do Sul

Confira a lista
Celesc divulga relação de documentos esquecidos na Unidade de Jaraguá do Sul
Geral

Classificados da Rádio Jaraguá

Quer vender, comprar ou alugar? Confira as oportunidades disponíveis nessa segunda-feira (17).
Classificados da Rádio Jaraguá
Geral

Paguei a multa, mas recebi a notificação de Suspensão da CNH, por que?

O pagamento da multa é apenas uma das diversas penalidades que a infração de trânsito pode trazer
Paguei a multa, mas recebi a notificação de Suspensão da CNH, por que?
Ver mais de Geral