Joaçaba Pneus
GERAL

Morte no Extra desencadeia protestos pelo País

18 Fev 2019 - 09h02Por Renata Batista

Três dias após a morte de um jovem negro de 19 anos em um supermercado da rede Extra, no Rio de Janeiro, manifestantes realizaram protestos em pelo menos seis cidades - além do próprio Rio, em São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza e Campo Grande. Pedro Henrique Gonzaga morreu na quinta-feira passada, depois de ser imobilizado por um segurança na unidade do mercado da Barra da Tijuca, na zona oeste.

Testemunhas afirmam que o jovem foi imobilizado pelo segurança Davi Ricardo Amâncio, de 32 anos, com um golpe conhecido como mata-leão (chave de estrangulamento, no pescoço), durante uma confusão na loja. Amâncio nega. À polícia, disse que ficou sobre Gonzaga, deitado no chão, porque achou que ele simulava um desmaio.

De acordo com Amâncio, o rapaz tentou lhe tomar a arma e ameaçou outros clientes. Imagens da ação viralizaram na rede e desencadearam os protestos. Amâncio responderá por homicídio culposo, ou seja, sem intenção de matar. Ele foi liberado pela polícia após prestar depoimento e pagar fiança de R$ 10 mil.

Segundo amigos, Gonzaga, que estava com a mãe no supermercado, tinha um filho e sonhava em ser DJ.

Nos protestos, manifestantes levaram faixas com os dizeres "vidas negras importam" e "a carne mais barata do mercado é a carne negra".

Em nota, o Extra lamentou o episódio e informou que os seguranças envolvidos na ocorrência foram afastados. A empresa instaurou sindicância interna para acompanhar as investigações. "Independentemente do resultado da apuração dos fatos, nada justifica a perda de uma vida", declarou o mercado, no texto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Matérias Relacionadas

Geral

Organizadores divulgam Festival de Cinema na Câmara 

O Festival conta com mostras competitivas de várias categorias como curta metragem, longa metragem, tanto em documentário quanto ficcional ou animação.
Saúde

Para conter avanço da covid, áreas coletivas dos parques são interditadas em Jaraguá

Apenas atividades físicas individuais, com uso de máscara, estão permitidas nesse período, sem a permanência nos parques
Para conter avanço da covid, áreas coletivas dos parques são interditadas em Jaraguá
Economia

Programa Juro Zero libera mais de R$ 2 milhões em dois meses

Programa de Microcrédito Municipal atende micro e pequenas empresas, microempreendedores individuais e autônomos
Programa Juro Zero libera mais de R$ 2 milhões em dois meses
Geral

Fiscais interditam estabelecimento por descumprir regra sanitária

A fiscalização terá continuidade nos próximos dias e os estabelecimentos noturnos (restaurantes, lanchonete, bares e similares) que não estiverem adequados, serão penalizados com as interdições
Ver mais de Geral