Imobiliária Coralli
Morte

Morre Shimon Peres, ex-presidente de Israel e Nobel da Paz

28 Set 2016 - 11h04
Morreu na noite desta terça-feira (27), aos 93 anos, o ex-presidente e ex-primeiro-ministro israelense Shimon Peres. Ele havia sido internado no dia 13, após sofrer um AVC (acidente vascular cerebral). Peres foi um dos ganhadores do Nobel de 1994 pelos chamados Acordos de Paz de Oslo, concluídos com Yitzhak Rabin e Yasser Arafat.

O líder israelense estava sedado e sob respiração assistida na unidade de tratamento intensivo do hospital Tel-Hashomer de Ramat Gan, na região de Tel Aviv, onde morreu.

Conhecido por defender um Oriente Médio no qual Israel possa conviver em paz com os vizinhos árabes e palestinos, e firme apoiador de uma cooperação econômica para chegar a tal fim, ocupou as pastas ministeriais mais importantes do governo israelense.

Peres também é reconhecido por ter sido o principal defensor do programa nuclear israelense e de sua indústria aeronáutica, um dos principais fatores para vencer os países árabes em pelo menos cinco guerras.

 

Informações do Site

G1

Matérias Relacionadas

Economia

Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro

Vendas internas de laminados superaram a média de 2018 e 2019
Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro
Santa Catarina

Fesporte e Federação Catarinense de Xadrez realizam a 1ª edição dos Jogos Escolares On-line da modalidade

A competição inédita é voltada para alunos atletas até 18 anos, matriculados nas unidades de ensino do Estado que praticam a modalidade de xadrez
Fesporte e Federação Catarinense de Xadrez realizam a 1ª edição dos Jogos Escolares On-line da modalidade
Geral

Governo atinge meta de mil serviços digitalizados em quase dois anos

Pandemia acelerou modernização do portal gov.br
Governo atinge meta de mil serviços digitalizados em quase dois anos
Geral

Alunas brasileiras criam minifoguetes para reflorestar áreas devastadas

Feitos com tubo de PVC e movidos à base de um combustível natural, uma pilha e um fio para dar ignição, os minifoguetes foram desenvolvidos a um custo unitário de R$ 50
Alunas brasileiras criam minifoguetes para reflorestar áreas devastadas
Ver mais de Geral