Imobiliária Coralli
Clima

Moradores contabilizam estragos causados pelo temporal

24 Out 2012 - 18h35



O temporal com chuva forte e granizo que caiu na região na noite de segunda-feira, danificou casas e causou pequenos deslizamentos. Uma pessoa precisou sair de casa na segunda-feira, mas voltou ontem. Mesmo com a previsão de tempo seco a partir de hoje, as defesas civis municipais continuam alerta.  Uma senhora de 76 anos moradora do Bairro Nossa Senhora das Graças, em Itajaí, foi retirada de casa na noite de segunda, depois que um barranco nos fundos de residência desmoronou. Na manhã de ontem, ela conseguiu voltar para casa, pois não havia mais risco de novos deslizamentos.  Nas demais áreas da cidade foram registrados 25 destelhamentos causados pelo granizo, principalmente na região do Bairro São Vicente. Ao todo 18 pontos de alagamentos foram notificados e mais um deslizamento pequeno no Bairro Fazenda. Tão logo a chuva deu uma trégua, ainda na manhã de ontem, a água das ruas escoou e os alagamentos desapareceram.

Em Balneário Camboriú ruas ficaram alagadas por causa da chuva forte, mas meia hora depois do temporal a água tinha escoado. Casas e comércios não foram prejudicados e não houve registro de destelhamentos por causa do granizo.

Na Rua 101, no Centro, um buraco se abriu e engoliu um carro que estava estacionado. Segundo a prefeitura, a cratera foi causada devido à obra de uma garagem subterrânea de um prédio que está sendo construído em frente. Com a forte chuva, o solo erodiu e provocou a queda do veículo no buraco. A secretaria de Planejamento embargou a obra até que seja providenciado o conserto da rua.

Em Camboriú, parte de um barranco deslizou no Bairro Conde Vila Verde. A área fica nos fundos de uma casa localizada na Rua Monte Marins e o barro chegou a menos de um metro de distância da residência. O desmoronamento, segundo a Defesa Civil municipal, foi causado pelo corte irregular do barranco.

A zeladora Ilda de Araújo mora na casa com os quatro filhos e conta que essa é a terceira vez que o barranco desliza desde que o proprietário do lote fez o corte. Por conta disso, a Defesa Civil fará um laudo do estrago e a moradora promete entrar na Justiça contra o vizinho. 

A população de Navegantes também sofreu com os danos nos telhados das casas, provocados pelo granizo. Quatro casas precisaram ser cobertas por lonas nos bairros São Paulo e Centro. Mas, além disso, não houve outras notificações à Defesa Civil. Em Penha, Piçarras, Itapema, Porto Belo e Bombinhas não houve danos causados pelo temporal, de acordo com as defesas civis.

 

 

 

 

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Consumo de gás natural em Santa Catarina cresce 21% em julho

Já em relação ao mesmo período de 2019, o resultado é 4,5% inferior
Consumo de gás natural em Santa Catarina cresce 21% em julho
Economia

STF aprova proposta orçamentária para 2021 de R$ 712 milhões

O valor foi corrigido pela inflação do ano passado
STF aprova proposta orçamentária para 2021 de R$ 712 milhões
Santa Catarina

Comércio catarinense cresce 22% em junho, maior alta entre estados do Sul e Sudeste

Esse é segundo mês de crescimento expressivo do segmento em SC, após salto de 23,3% em maio
Comércio catarinense cresce 22% em junho, maior alta entre estados do Sul e Sudeste
Jaraguá do Sul

Testes para covid em assintomáticos estão sendo feitos nos bairros de Jaraguá do Sul

Os testes devem ser realizados também nesta quinta e sexta-feira e, se necessário, também na próxima semana
Testes para covid em assintomáticos estão sendo feitos nos bairros de Jaraguá do Sul
Ver mais de Geral