Geral

Missão europeia no Oceano Índico liberta 18 supostos piratas

21 Abr 2011 - 11h48

A missão europeia contra a pirataria no Oceano Índico, a UE Navfor-Atalanta, libertou nesta quinta-feira 18 supostos piratas detidos no dia 6 de abril após atacarem um navio cingapuriano, depois que vários países rejeitaram processá-los.


Estes países "decidiram não processá-los ou disseram não poder fazê-lo dentro dos prazos requeridos", explica a missão europeia em comunicado, que precisa que os supostos criminosos foram devolvidos à Somália na manhã desta quinta-feira.

Os libertados foram aprisionados pelo navio de guerra finlandês FNS Pohjanmaa em 6 de abril, um dia depois de terem atacado o navio de bandeira de Cingapura MV Pacific Opal.

A missão europeia contra a pirataria não tem autoridade para processar os suspeitos que detém e precisa buscar um país que deseje fazê-lo, responsabilidade que normalmente recai sobre o Estado de origem do navio que faz a detenção ou a da embarcação atacada.

Se estas nações descartarem processar os detidos, outros países podem fazê-lo, normalmente os que tiverem relação com a nacionalidade da tripulação, a empresa proprietária do navio atacado ou que os tiverem qualquer outra ligação com o caso.


A principal tarefa da operação Atalanta é escoltar os navios mercantes que transportam ajuda humanitária do Programa Mundial de Alimentos da ONU (Organização das Nações Unidas) e as embarcações da missão da União Africana na Somália, assim como proteger os navios vulneráveis no golfo de Áden.

Também tem como objetivos dissuadir e impedir os atos de pirataria nas águas do Oceano Índico e controlar a atividade pesqueira em frente à costa da Somália.

Fonte: Folha SP

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo

Decisão vale somente para o caso concreto
STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo
Geral

Decreto prorroga auxílio emergencial aos trabalhadores da cultura

Nova norma afasta incertezas sobre benefício da Lei Aldir Blanc
Geral

Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões

Número é maior que população porque muitos têm mais de um chip
Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões
Geral

Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento

Campanha Vacina Ação Solidária inicia nesta terça-feira (6) no Pavilhão A do Parque Municipal de Eventos. Quem for se vacinar, pode levar um quilo de alimento não perecível. Se puder e quiser
Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento
Ver mais de Geral