GNet
Ministério da Saúde

Ministério libera R$ 5,1 milhões para unidades básicas de saúde

29 Fev 2016 - 16h35

O Ministério da Saúde acaba de liberar R$ 5,1 milhões para construção, ampliação ou reforma de quinze Unidades Básicas de Saúde (UBS) em oito estados brasileiros. A portaria nº 199, publicada no Diário Oficial da União, habilita as propostas a receberem recursos referentes ao Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde (Requalifica UBS), uma das estratégias do governo federal para a estruturação e o fortalecimento da atenção básica, principal porta de entrada para o Sistema Único de Saúde (SUS). Por meio do programa, a pasta propõe uma estrutura física acolhedora e dentro dos melhores padrões de qualidade para as UBS.

Ao todo, são oito propostas para construção de unidades, ao custo de R$ 4,08 milhões, nos estados de Alagoas, Amazonas, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Existem ainda cinco propostas de ampliação de UBS, ao custo de R$ 670,5 mil, em Minas e no Maranhão, e duas propostas de reforma de unidades localizadas em Alagoas e no Rio de Janeiro, com investimento previsto de R$ 403,5 mil. Os recursos serão repassados aos Fundos Estaduais e Municipais de Saúde por meio do Bloco de Investimentos na Rede de Serviços de Saúde e do Bloco de Atenção Básica em Saúde de cada região contemplada.

REQUALIFICA UBS – A ação faz parte do Programa Requalifica UBS, do Ministério da Saúde, que tem por objetivo melhorar as unidades de saúde já existentes e possibilitar a construção de novas unidades para ampliar o atendimento à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O Ministério da Saúde já destinou R$ 5,6 bilhões para construção e ampliação de 26 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS) em mais de 5 mil municípios brasileiros.

Criada em 2011, a iniciativa permite que sejam firmadas parcerias com os municípios para que os gestores locais possam estruturar seus postos de saúde e oferecer melhor atendimento à população. O Ministério da Saúde tem como prioridade o fortalecimento da atenção básica, principal porta de entrada dos cidadãos no Sistema Único de Saúde (SUS), com capacidade para solucionar até 80% dos problemas de saúde da população.

GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica

Campanha Sinal Vermelho auxiliará mulheres de modo discreto e sigiloso
Cartórios passam a receber denúncias de violência doméstica
Saúde

Covid-19: Jaraguá antecipa vacina Pfizer para quem tomou a D1 até 31/8

Lembrando que a Central de Vacinas Covid-19 não atenderá mais aos domingos
Covid-19: Jaraguá antecipa vacina Pfizer para quem tomou a D1 até 31/8
Geral

Cães são encontrados mortos em sacos de lixo em Jaraguá

Animais estavam dentro de um 'Saco Verde', junto com material reciclável
Cães são encontrados mortos em sacos de lixo em Jaraguá
Educação

Jaraguá define calendário de matrículas e rematrículas na rede municipal de ensino

As escolas seguirão todos os protocolos se segurança contra a covid-19, nos casos em que seja necessário a presença das famílias para as matrículas e rematrículas.
Jaraguá define calendário de matrículas e rematrículas na rede municipal de ensino
Ver mais de Geral