Imobiliária Coralli
Ministério da Saúde

Ministério da Saúde confirma oito mortes por febre amarela em Minas Gerais

19 Jan 2017 - 11h41
Ministério da Saúde confirma oito mortes por febre amarela em Minas Gerais -
Os outros, apesar de terem exame biomolecular positivo para a febre amarela, ainda precisam de investigações para confirmação da origem. Minas também registra mais 45 mortes suspeitas de febre amarela.

Ao todo, foram notificados 206 casos suspeitos da doença em 29 cidades do estado. Municípios do Espírito Santo próximos a Minas Gerais também registraram suspeitas: seis notificações em quatro cidades. Com estes casos, o estado, que não tinha recomendação de imunização para a doença, passou a vacinar a população de 26 municípios como medida de prevenção.

“Temos um surto em Minas e consideramos a situação sob controle. O Ministério da Saúde tem vacinas no estoque para distribuir, a vigilância é qualificada e os municípios cooperam. Não temos nenhuma situação de ter que socorrer os estados com mais do que vacina”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em entrevista coletiva.

Segundo Eduardo Hage, diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do ministério, os casos suspeitos são notificados quando o paciente apresenta os sintomas da doença, mas ainda não fez exames. “Eles podem apresentar um quadro clínico de febre amarela, mas também semelhante a outras doenças, como a hepatite viral ou mesmo dengue”, comparou.

Os óbitos suspeitos ainda passam por exames para verificar se a doença foi provocada pelo vírus silvestre ou pela vacina, que, embora seja um evento muito raro, pode provocar a doença em pessoas com imunidade muito baixa. “Embora seja um evento raro, um caso para 400 mil ou 1 milhão, quando ocorre, o quadro clínico é muito semelhante ao de febre amarela vacinal e silvestre. Isso está sendo verificado”, disse Hage.

Matérias Relacionadas

Geral

Lodo no rio Bracinho prejudica abastecimento de água em Schroeder

O fato ocorreu devido a manutenção em uma comporta da barragem do Primeiro Salto da Usina Bracinho. Segundo a Celesc, ao perceber a vasão do material, os trabalhos foram suspensos
Lodo no rio Bracinho prejudica abastecimento de água em Schroeder
Saúde

Campanha da Multivacinação segue até o dia 30 de outubro

Em Corupá, 65% das crianças se vacinaram contra a Poliomielite
Campanha da Multivacinação segue até o dia 30 de outubro
Saúde

Governador de SC participa de webconferência com ministro da Saúde sobre vacinas contra Covid-19

O ministro afirmou que o Brasil terá vacinas seguras, todas registradas pela Anvisa
Governador de SC participa de webconferência com ministro da Saúde sobre vacinas contra Covid-19
Santa Catarina

Santa Catarina aumenta o número de certificações no Programa Bandeira Azul

O hasteamento da Bandeira Azul assegura aos visitantes mais informações sobre os locais, qualidade da água e ações de educação ambiental
Santa Catarina aumenta o número de certificações no Programa Bandeira Azul
Ver mais de Geral