Imobiliária Coralli
Geral

Mantega diz a prefeitos que economia terá em 2013 resultado melhor que o do ano passado

30 Jan 2013 - 20h06

A economia brasileira deverá crescer este ano entre 3% e 4%, estimou hoje (30) o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao participar do Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.


Para ele, qualquer que seja o resultado, será maior do que o registrado no ano passado, com melhoria na arrecadação, inclusive para os prefeitos. "A economia brasileira está em uma trajetória de aceleração do crescimento. Em 2012, a economia cresceu pouco no primeiro semestre, 0,6%, mas cresceu o dobro no segundo semestre, 1,3%. Portanto, a trajetória vai permanecer em 2013 e nos outros anos."

Ao cumprimentar os novos prefeitos, Mantega disse que o primeiro desafio foi ganhar nas urnas e ressaltou que o segundo será fazer uma boa gestão e cumprir as promessas de campanha. O ministro recomendou ânimo a muito dos novos prefeitos que, segundo ele, encontraram um gabinete "novo, pintadinho, mas com o cofre cheio de faturas para pagar".

Para ele, é importante ter otimismo porque a economia internacional está melhorando, embora tenha atrapalhado bastante o Brasil, no ano passado, devido aos "efeitos da crise europeia, com o risco de quebra da Grécia e da Espanha", entre outros problemas. "Quase houve uma ruptura com a quebra de bancos no continente europeu, mas a situação está relativamente superada." Agora, o que se projeta é maior crescimento da economia este ano do que em 2012, destacou.

O ministro apontou ainda como fatores positivos o crescimento dos Estados Unidos, com reflexos no Brasil, e a melhora da situação na China. "A China, que é a segunda maior locomotiva [do crescimento], depois de ter desaceleração nas taxas de crescimento, estabilizou o ritmo e voltou a acelerar. Isso irá também contribuir para o nosso crescimento, porque a China é uma grande importadora de produtos brasileiros."

Mantega informou aos prefeitos que o reajuste no preço da gasolina, anunciado na noite passada, será menor para o consumidor, chegando a pouco mais de 4%. Ele explicou que isso é possível porque a gasolina vendida nas bombas conta ainda com um percentual de álcool.


O ministro falou também sobre a redução das tarifas de energia para o consumidor residencial, em torno de 18 %, que, segundo ele, deverá garantir uma sobra de R$ 9 bilhões para as famílias este ano. "Elas [famílias] pagarão menos e poderão usar esse dinheiro para melhorar o padrão de vida e fazer compras. As indústrias e o comércio reduzirão preços e ficarão mais competitivos."

Para ele, o resultado fiscal, anunciado hoje (30) pelo Banco Central, mostrou que o setor público não conseguiu cumprir a meta de superávit primário no ano passado. "Mas a dívida caiu, e isso é mais importante. Estamos muito bem. Isso foi atestado por instituto que registra a transparência orçamentária entre 100 países. Ficamos em 12º lugar", afirmou. A fonte do relatório citado por Mantega é o International Budget Partnership.

Sobre a queda no preço do dólar, o ministro lembrou que o câmbio é flutuante e não vai ser alterado. Ele disse que a volatilidade do câmbio caiu, mas ressaltou que isso não significa ausência de haja flutuações. Para Mantega, um valor um pouco acima de R$ 2 ou um pouco abaixo de R$ 2 não é signficiativo. "E o normal é essa flutuação. Não estamos mudando a política cambial, que é a mesma. Não permitiremos uma sobrevalorização do real. E aviso aos navegantes: 'Não se entusiasmem, porque não vai acontecer isso. Não esperem que o câmbio venha a derreter. Também não acreditem que é um instrumento para baixar preço'", concluiu.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Registro para saque do FGTS fica disponível para atingidos pelo vendaval

Sistema será totalmente on line no site da prefeitura
Registro para saque do FGTS fica disponível para atingidos pelo vendaval
Jaraguá do Sul

Central do Empreendedor fecha 1º mês com 1564 atendimentos

Maior parte (42.6%) foi por e-mail, mas também foram feitas consultas presenciais e por telefone. Secretário celebra os números do programa criado para ajudar empreendedores a enfrentar a "crise da covid-19"
Central do Empreendedor fecha 1º mês com 1564 atendimentos
Geral

Livro relata a emocionante história de catarinenses em busca do sonho de serem pai e mãe

Quando um caso de infertilidade aparece, é hora de o par iniciar uma nova jornada rumo aos tratamentos disponíveis para engravidar
Livro relata a emocionante história de catarinenses em busca do sonho de serem pai e mãe
Jaraguá do Sul

Jaraguá do sul confirma 87 novos casos de coronavírus

Nas últimas 24 horas, 87 novos casos foram registrados, e também 114 novos recuperados
Jaraguá do sul confirma 87 novos casos de coronavírus
Ver mais de Geral