Mortes

Mais de 4 mil refugiados morreram no Mar Mediterrâneo nos primeiros sete meses de 2016

03 Ago 2016 - 12h37
Um total de 4.027 refugiados morreram no Mar Mediterrâneo nos primeiros sete meses deste ano, 35% a mais que no mesmo período de 2015, informou nesta terça-feira, 2, a Organização Internacional de Migrações (OIM).

A taxa de mortalidade por naufrágios e, em menor medida, por casos de violência registrados nas embarcações repletas de pessoas que tentam chegar ao litoral europeu transformou o Mediterrâneo na rota migratória mais letal do mundo.

Três quartos de todas as mortes de imigrantes em nível mundial ocorreram em águas desta região, apontou o porta-voz da OIM, Joel Millman.

O representante da organização informou que somente nos últimos 10 dias 120 corpos apareceram no litoral da Líbia. As mortes devem ter ocorrido "muito perto do litoral", disse Millman.

Quanto às chegadas de refugiados por mar até a Europa, foram reportadas 257.186 entradas neste período, de acordo com dados da OIM. Informações do jornal O Estado de São Paulo.

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Procon encontra diferença de até 200% nos preços dos exames de Covid-19

Diante da situação, o Procon notificou os estabelecimentos para que seja esclarecido os motivos que justifiquem os valores diferentes
Procon encontra diferença de até 200% nos preços dos exames de Covid-19
Trânsito

Começa nesta 5ª feira as obras de recapeamento da Rua João Januário Ayroso

Durante os trabalhos a rua ficará sujeita à interdições parciais (meia pista) ou totais, requerendo cautela dos motoristas ao trafegar pelo local
Santa Catarina

Coronavírus em SC: Lacen recebe insumos e equipamentos para agilizar resultados de exames

Santa Catarina irá aumentar capacidade de testagem e acelerar o processamento dos exames
Coronavírus em SC: Lacen recebe insumos e equipamentos para agilizar resultados de exames
Economia

Ministério mantém projeção de queda do PIB em 4,7% neste ano

Para 2021, projeção é de crescimento de 3,2% do PIB
Ministério mantém projeção de queda do PIB em 4,7% neste ano
Ver mais de Geral