Partidos

Mais de 375 mil filiados partidários estão em dívida na Justiça Eleitoral

01 Jul 2016 - 11h38
Mais de 375 mil filiados a partidos políticos são devedores de multas eleitorais, o que corresponde a 2,27 por cento do total de filiados no Brasil, que tem um número de aproximadamente 16 milhões. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral, que disponibilizou às legendas partidárias a relação dos devedores. De acordo com a Justiça Eleitoral, o objetivo é prevenir os partidos para que seus futuros candidatos não tenham restrições à Certidão de Quitação Eleitoral, documento indispensável para obter a concessão do registro de candidatura.

Conforme os dados, São Paulo é o estado com a maior quantidade de filiados devedores de multas, com mais de 60 mil, seguido pelo Rio de Janeiro, com cerca de 30 mil. O estado do Acre aparece com pouco mais de três mil devedores, obtendo o menor número. O valor das multas aplicadas aos filiados partidários que estão em dívida com a Justiça Eleitoral totaliza mais de 200 milhões de reais, incluindo os brasileiros que residem no exterior. Os principais motivos das multas correspondem a doações para campanhas eleitorais acima dos limites fixados por lei, condutas vedadas aos agentes públicos, não justificar a ausência de voto perante o juiz eleitoral e não fazer o alistamento eleitoral obrigatório.

Matérias Relacionadas

Geral

Malwee participa de Conferência Climática da ONU em Madri

Referência em iniciativas sustentáveis, varejista apresenta case de combate ao aquecimento global
Malwee participa de Conferência Climática da ONU em Madri
Geral

Festival de Natal de Guaramirim será no sábado

Ao todo, serão mais de 30 apresentações que buscam mostrar o desenvolvimento das criança ao longo do ano e também encerrar as atividades de 2019
Geral

Distribuição do Saco Verde será ampliada em 2020

Distribuição do Saco Verde será ampliada em 2020
Geral

Obras de repavimentação atrasadas pela falta de material asfáltico, em Jaraguá

A expectativa é que a partir desta sexta-feira (6), o fornecimento de CAP comece a normalizar.
Ver mais de Geral