GNet
mosquito Aedes aegypti

Limpeza periódica da caixa d’água ajuda a prevenir focos do mosquito aedes aegypti

11 Dez 2015 - 20h00
A caixa d’água que não recebe limpeza e cuidado adequados pode ser um dos principais locais para a proliferação do mosquito aedes aegypti, que colocou diversas regiões do Brasil em alerta por ser o transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e zika vírus e que é apontado também como um dos causadores de casos de microcefalia. Com a chegada do Verão, a atenção deve ser redobrada, pois as altas temperaturas combinadas com as chuvas aceleram o ciclo do mosquito, que encontram locais propícios para depositarem os ovos, o que aumenta o surgimento de novos focos. “O recomendado normalmente é fazer a limpeza da caixa d’água a cada seis meses. Entretanto, com o risco do mosquito, especialmente no Verão, é importante dar atenção a este local com mais frequência e a outros que possam acumular água dentro de casa. Sempre verifique se a tampa do reservatório está bem fechada, para evitar a entrada de qualquer tipo de mosquito”, comenta o especialista em hidráulica, Paulo Censi.

O profissional também indica os passos de como fazer a limpeza e desinfecção adequada da caixa d’água:

1-     Feche o registro e esvazie a caixa d’água abrindo torneiras e dando descargas.

2-     Feche a saída quando a caixa estiver quase vazia. Aproveite essa água para fazer a limpeza do reservatório, evitando que a sujeira não desça pelo cano.

3-     Utilize panos, escova macia ou esponja para esfregar as paredes e o fundo da caixa. Nunca use sabão, detergente ou outros produtos.

4-     Use balde e panos para retirar a água suja que restou da limpeza.

5-     Com a caixa limpa, deixe entrar água até encher e adicione um litro de água sanitária para cada mil litros de água.

6-     Aguarde por duas horas para efetuar a desinfecção do reservatório.

7-     Esvazie a caixa. Esta água servirá para limpeza e desinfecção das canalizações e da residência.

8-     Para finalizar, tampe a caixa d’água para que não entrem pequenos animais ou insetos.

9-     Não se esqueça de anotar a data da limpeza do lado de fora da caixa para lembrar quando será necessária a próxima.

10- Finalmente abra a entrada de água.

Paulo Censi lembra ainda que é importante deixar correr a água depois da caixa limpa até que a água apresente um aspecto límpido. Em tempos de economia de água, uma dica é instalar produtos que ajudem neste quesito em torneiras, chuveiros e descargas, que chegam a diminuir o desperdício em até 50%. “Para torneiras e chuveiros a dica é fazer a instalação de redutores de vazão e para as descargas, a alternativa é utilizar mecanismos com duplo acionamento, que podem substituir sistemas antigos de maneira fácil e rápida”, recomenda o especialista.

FONTE: OFICINA DAS PALAVRAS
GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

Guaramirim entrega primeiros aparelhos a pacientes com problemas auditivos

Através de um credenciamento, o município está realizando consultas para avaliação do paciente com especialista e também está adquirindo os aparelhos auditivos, para os casos onde há necessidade.
Guaramirim entrega primeiros aparelhos a pacientes com problemas auditivos
Geral

Bananalama de 2022 já tem dada pré-programada

A informação é de Eduardo Appel, diretor da empresa Arsenal, promotora do evento
Bananalama de 2022 já tem dada pré-programada
Geral

Defesa Civil de Jaraguá segue em estado de atenção por causa da chuva

No acumulado das últimas 72 horas, choveu 61 milímetros. A partir dos 100 milímetros, o município entra em estado de alerta
Defesa Civil de Jaraguá segue em estado de atenção por causa da chuva
Saúde

Hospital São José vai administrar o PA de Corupá a partir de novembro

Assinatura do contrato ocorreu na semana passada
Hospital São José vai administrar o PA de Corupá a partir de novembro
Ver mais de Geral