Unimed - Capa
Geral

Justiça ordena prisão domiciliar de capitão do naufrágio

17 Jan 2012 - 20h43

A Justiça italiana determinou nesta terça-feira a prisão domiciliar para Francesco Schettino, capitão do cruzeiro "Costa Concórdia", que naufragou na sexta-feira passada nas águas da ilha de Giglio (Itália). Ainda há informações imediatas se o advogado constituído deve recorrer da decisão.


Até o momento, pelo menos 11 pessoas morreram no naufrágio, mas a Guarda Costeira reporta dezenas de desaparecidos.

A juíza de instrução de Grosseto (região central do país), Valeria Montesarchio, ditou essa medida após o interrogatório de Schettino na sede do tribunal nesta localidade, que permanece detido o sábado, de acordo com informações de seu advogado, Bruno Leporatti.

A Promotoria de Grossetto, que havia solicitado a prisão cautelar do capitão, acusa Schettino de homicídio culposo múltiplo e abandono do navio, entre outras acusações, com pena de 15 anos de prisão.

FOLHA.COM.BR

Matérias Relacionadas

Geral

Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência

Os profissionais dos Creas auxiliam as mulheres vítimas de violações de direitos com encaminhamentos e orientações referentes a serviços de Saúde, Educação, Defensoria Pública, Jurídicos e outros que forem necessários
Equipamentos públicos prestam assistência às mulheres vítimas de violência
Geral

Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos

Choveu mais de 124 milímetros na madrugada, causando alagamentos em diversos bairros.
Chuva provoca alagamentos em Guaramirim; Veja fotos
Geral

Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba

Ninguém se feriu
Caminhão pega fogo na SC 108 em Massaranduba
Geral

Expectativa de vida em Santa Catarina é a maior do Brasil, aponta IBGE

Segundo o relatório, mulheres vivem em média 6,5 anos a mais que os homens
Expectativa de vida em Santa Catarina é a maior do Brasil, aponta IBGE
Ver mais de Geral