Geral

Justiça autoriza prisão de merendeira que colocou veneno na comida de alunos e professores

06 Ago 2011 - 11h12

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul confirmou pouco antes da meia-noite de sexta-feira que foi deferida pelo juiz Léo Pietrowski a prisão preventiva da merendeira Wanuzi Mendes Machado, 23 anos.

Na tarde de sexta-feira, ela confessou ter misturado veneno para rato ao estrogonofe servido aos alunos, professores e funcionários da Escola Estadual Doutor Pacheco Prates, no Belém Velho, em Porto Alegre, no almoço de quinta-feira.

O delegado Cléber Lima, da 1ª Delegacia de Homicídios e Desaparecidos (1ª DHD), informou que ainda não havia recebido o mandado de prisão e que o mesmo só deverá ser cumprido na manhã deste sábado.

Fonte:DIÁRIO GAÚCHO

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Decreto prorroga auxílio emergencial aos trabalhadores da cultura

Nova norma afasta incertezas sobre benefício da Lei Aldir Blanc
Geral

Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões

Número é maior que população porque muitos têm mais de um chip
Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões
Geral

Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento

Campanha Vacina Ação Solidária inicia nesta terça-feira (6) no Pavilhão A do Parque Municipal de Eventos. Quem for se vacinar, pode levar um quilo de alimento não perecível. Se puder e quiser
Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento
Saúde

Hemosc necessita de doações de sangue para manter estoques

A doação de sangue está funcionando com horário agendado previamente, que pode ser por telefone ou diretamente no site
Hemosc necessita de doações de sangue para manter estoques
Ver mais de Geral