Imobiliária Coralli
Geral

Jurerê Internacional é o terceiro bairro mais valorizado do país

25 Mai 2012 - 15h59

Jurerê Internacional, em Florianópolis, é o terceiro endereço mais caro do Brasil, com preço médio do metro quadrado entre R$ 9,5 mil e R$ 9,7 mil, aponta pesquisa da Fipe realizada a pedido da revista Exame. À frente do endereço mais badalado de SC estão apenas os bairros Leblon e Ipanema, ambos no Rio de Janeiro.


O resultado completo do estudo estará na revista que chega às bancas nesta sexta, na reportagem de capa que mostra o Brasil como segundo país onde os imóveis mais subiram de preço no ano passado. A matéria também aponta os endereços mais valorizados da Capital, tanto para imóveis novos quanto usados (veja quadro). A pesquisa realizada pela Fipe foi feita em 41 cidades de 16 estados.

O presidente do Sindicato da Construção Civil da Grande Florianópolis (Sinduscon), Helio Bairros, comemora o resultado e diz que a pesquisa mostra o potencial de Jurerê Internacional. Ele afirma que estar em Florianópolis ajuda, pois a cidade ganhou destaque nacional nos últimos anos. Mas diz que só isto não basta. 

- A valorização é consequência da estrutura de Jurerê Internacional.

Segundo Bairros, foi o planejamento do bairro que agregou valor à praia bonita e de mar calmo. Hélio declara que a infraestrutura se diferencia por apresentar opções de lazer e preocupação com a ocupação do solo. Lembra que os eventos e festas realizados na temporada de verão contribuem para a fama de Jurerê Internacional.

O presidente do Sinduscon analisou, ainda, os demais lugares apontados como os mais mais caros de Florianópolis, como a Avenida Beira-Mar Norte. Explica que o alto preço cobrado nestes locais é fruto da dificuldade de construir novos empreendimentos. Conta que a causa mais frequente é a falta de terrenos livres. Outros motivos, aponta Helio, são os casos de restrições da prefeitura ou de ações judiciais.

No ranking dos bairros com imóveis novos mais caros, o presidente do Sinduscon acrescentaria Canasvieiras, por causa do projeto de construção do Sapiens Parque e da duplicação da SC-401.

A matéria da revista Exame mostra, ainda, que o Brasil foi o segundo país que mais teve valorização dos imóveis no ano passado. A reportagem destaca informação da Global Property Guide, que tinha apontado alta de 27,82%. No ranking de 35 países, o resultado brasileiro só fica atrás do registrado na Índia.



EM ALTA

Os bairros mais caros do Brasil

1° Leblon (RJ)
2° Ipanema (RJ)
3°Jurerê Internacional


Os locais mais caros de Florianópolis

Imóveis usados

1° Jurerê Internacional
2° Beira Mar, Ingleses do Rio Vermelho e Praia Brava
3° Agronômica, Centro, João Paulo e Parque São Jorge


Imóveis novos

1° Jurerê Internacional
2° Abraão e Campeche
3° Agronômica

Fonte: Fipe, a pedido da Revista Exame

DIÁRIO CATARINENSE

Matérias Relacionadas

Geral

Pagamento em dinheiro volta a ser aceito no transporte coletivo em Jaraguá

Desde a retomada do transporte público, o pagamento da passagem só era permitido com cartão TEM
Pagamento em dinheiro volta a ser aceito no transporte coletivo em Jaraguá
Solidariedade

Irmãos com 'olhos de vidro' precisam de ajuda para trocar as próteses

Jovens sofrem de uma doença chamada retinoblastoma, que é um tumor no globo ocular que comprometeu a visão
Irmãos com 'olhos de vidro' precisam de ajuda para trocar as próteses
Jaraguá do Sul

Voluntários do Hospital Jaraguá promovem bazar na antiga casa do Breithaupt

Conforme a coordenadora Izaura Herpich, há roupas para todas as idades, utensílios domésticos e acessórios, com preços a partir de R$ 1,00
Voluntários do Hospital Jaraguá promovem bazar na antiga casa do Breithaupt
Santa Catarina

Leilão de bens móveis que inclui aeronave do Estado tem fechamento de lotes nesta quarta-feira

A lista de itens disponíveis também inclui carros, impressoras, móveis e outros bens de consumo
Leilão de bens móveis que inclui aeronave do Estado tem fechamento de lotes nesta quarta-feira
Ver mais de Geral