Cultura

Jaraguá do Sul comemora Dia Internacional da Dança

23 Abr 2012 - 12h49

Marco da reivindicação por mais atenção para esta manifestação artística, o Dia Internacional da Dança é celebrado no dia 29 de abril. A comemoração vai ocorrer de quinta-feira (26) até o sábado (28) com várias manifestações envolvendo atos de esclarecimento à sociedade e apresentações da modalidade.


Conforme Lisa Jaworski, do projeto Dentro da Dança, a iniciativa é do Movimento Dança Jaraguá tem o apoio da SCAR, SESC, Shopping Breithaupt e Fundação Cultural do município. Na quinta feira, às 19h, ocorre no teatro do SESC uma palestra sobre nutrição para bailarinos, com entrada gratuita e sem necessidade de inscrição prévia. Na sexta-feira, das 14h30 as 16h30 haverá no anfiteatro externo da Fundação Cultural apresentações de grupos de dança da cidade ( Studio de Dança Dois prá lá, dois prá cá, de Jaraguá do Sul , Grupo Mandala, Projeto Dentro da Dança - Ano III , Escola de Dança da SCAR e Grupo AZ Arte de Joinville, com a participação de mais de 200 bailarinos  em apresentações de balé clássico, danças urbanas, dança contemporânea, dança de salão e danças brasileiras. A programação se encerra às 17h30 no Shopping Breithaupt. No sábado, dia 28 de abril, ocorre o complemento das atividades, às 12h, no Shopping Breithaupt.

Sobre a data

O dia 29 de abril celebra a dança mundo afora. A data foi instituída em 1982, pelo Conselho Internacional de Dança da UNESCO, para valorizar todos os modos de dança e chamar atenção à grande contribuição dessa arte ao desenvolvimento cultural e comunitário. Em Santa Catarina (SC), estudantes e profissionais unem-se num movimento denominado "Falta Dança!", com o apoio da APRODANÇA - Associação Profissional da Dança de Santa Catarina, do Fórum Estadual de Dança e diferentes órgãos municipais representantes da classe. Dois importantes assuntos estão em discussão este ano.

O primeiro deles apóia a implantação imediata de um curso de graduação em dança em SC, dado a inexistência de qualquer formação superior em dança no estado catarinense. Trata-se de uma lacuna na formação desta linguagem artística, comprometendo aspectos formativos e criativos. A universidade pública tem um papel crucial a exercer para o desenvolvimento da dança neste contexto, na medida em que poderá legitimá-la enquanto área de conhecimento e capacitar os seus agentes para a atividade artística e pedagógica. A proposta de implantação de um curso superior de Licenciatura em Dança no Centro de Artes (CEART) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) vem tramitando nos conselhos superiores da UDESC desde 2009, e faz-se urgente a sua aprovação, face a evidente inexistência de curso superior de dança no estado e demanda inequívoca. Deve-se lembrar a necessidade do cumprimento da Lei de Diretrizes e Bases - LDB 9394/96, que garante o ensino de arte como componente curricular obrigatório da educação básica, e o dever de contemplar várias linguagens - teatro, música, dança e artes visuais. A criação do curso justifica-se na medida em que a carreira universitária se concentrará na formação continuada do professor de dança, considerando-se necessidades sociais que exigem teóricos, coreógrafos e professores capacitados e conscientes de seu papel social. Vale salientar que os professores que atualmente ensinam dança nas escolas de nível fundamental e médio da rede pública municipal e estadual, não possuem formação específica na área da dança, o que compromete a formação integral dos alunos.


A segunda questão reivindica espaços adequados para aulas, pesquisas e ensaios. Pontualmente, chama-se atenção para a abertura imediata de espaços para formação em dança no Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis. E, ainda, para a situação do Grupo Cena 11 Cia de Dança que permanece trabalhando a beira da extinção. O Cena 11 tem carreira sólida, produção espetacular permanente, exibida e aplaudida no Brasil e no mundo, acúmulo de premiações distintas - a exemplo do Prêmio Bravo! Prime de Cultura para melhor espetáculo de dança, do Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia, Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte, dentre muitos outros, além do recebimento pelo diretor e coreógrafo do Grupo, Alejandro Ahmed, da Medalha de Mérito Cultural Cruz e Sousa em 1997 e de várias indicações para o Prêmio Mambembe de Dança da Funarte. Apesar do reconhecimento nacional e internacional do profissionalismo e qualidade de seus trabalhos, a companhia carece de espaço para a realização diária de aulas e ensaios. A Prefeitura de Joinville cede em comodato um prédio para o funcionamento da Escola Bolshoi. Seria extremamente adequado que o governo de Florianópolis ou de Santa Catarina seguisse o exemplo de Joinville, fazendo o mesmo por este exímio representante da dança local.

"Falta Dança!" é pela implantação imediata da graduação em dança no CEART/UDESC, pela cessão de um espaço-sede para o Grupo Cena 11 Companhia de Dança, pela construção e abertura de espaços adequados para a dança no Centro Integrado de Cultura. A dança catarinense merece estes presentes.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Casa São José realiza pedágio virtual

Casa de apoio a pacientes e familiares completa 4 anos de atividades em abril
Casa São José realiza pedágio virtual
Educação

Educação alerta sobre a responsabilidade das famílias nas tarefas escolares

Essa tem sido uma bandeira levantada pela Secretaria de Educação de Jaraguá para que o sistema híbrido de ensino (uma semana presencial e uma semana digital) tenha sucesso
Educação alerta sobre a responsabilidade das famílias nas tarefas escolares
Geral

Moradores de Guaramirim ficarão sem fornecimento de água na terça-feira

Os trabalhos consistem no desligamento do transformador da ETA para fazer a troca da fiação de saída do transformador que alimenta toda a estação
Moradores de Guaramirim ficarão sem fornecimento de água na terça-feira
Geral

Média histórica do Auxílio-Cidadão de Jaraguá apresenta nova elevação em março

Desde o início da pandemia, o número de benefícios mensais concedidos se mantém acima da média de três mil. Em 2021, o valor investido é de quase R$ 1,4 milhão
Média histórica do Auxílio-Cidadão de Jaraguá apresenta nova elevação em março
Ver mais de Geral