Imobiliária Coralli
Geral

Itá sedia encontro internacional sobre Rio Uruguai

22 Ago 2012 - 21h51

A União de Parlamentares Sul Americanos e do Mercosul (UPM) e a Associação Comercial e Industrial de Itá realizam, de 23 a 25 de agosto, o XIII Encontro Internacional de Centros Comerciais do Rio Uruguai e a III Reunião do Fórum Permanente de Preservação e Uso Racional do Rio Uruguai, criado pela UPM. Temas como o impacto da represa de Itá nos setores do comércio e turismo e seus reflexos no meio ambiente vão ser discutidos por autoridades locais, estaduais e dos países do Mercosul.


O encontro tem apoio da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, que na abertura oficial, às 9 horas do dia 24, promove audiência pública por intermédio da Comissão do Mercosul. À tarde, as discussões prosseguem e os parlamentares da UPM firmam a carta de intenções que pontuará ações para o monitoramento e pela preservação do Rio Uruguai.

A UPM tem atuado junto aos governos nacionais da Argentina e do Uruguai, com o apoio de autoridades destes dois países, para que o Brasil também faça parte da Comissão de Monitoramento do Rio Uruguai e sua bacia. A entidade também vai apresentar ao Parlamento do Mercosul (Parlasul) o projeto para a criação de um fundo que viabilize a execução das obras necessárias para transformar a bacia hidrográfica do Rio Uruguai em uma grande hidrovia, conforme proposta aprovada em Fray Bentos - Uruguai, quando da realização da II Reunião do Fórum. Este projeto vem sendo elaborado por técnicos dos países banhados pelo rio Uruguai, que têm priorizado a preservação ambiental, inclusive dos afluentes.

Na programação em Itá está prevista, no dia 25, visitação ao Centro de Meio Ambiente (CDA) que desenvolve  programas de educação ambiental para a comunidade do entorno do reservatório. Além disso, atende grupos e realiza visitas às estruturas da UHE Itá, ao Horto Botânico e divulga os programas sociais e ambientais realizados pela usina.

Saiba mais

A construção da Usina Hidrelétrica Itá foi realizada pelo Consórcio Itá (formado pela Tractebel Energia, Cia Siderúrgica Nacional (CSN) e Cia de Cimento Itambé) e teve início em 1º de março de 1996. Sua inauguração aconteceu no mês de outubro de 2000. Além de ser a primeira grande usina hidrelétrica concluída pelo setor privado, Itá passou a ser referência mundial em tecnologia, consciência social e conservação ambiental.


Construída às margens do rio Uruguai, na divisa entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a Usina Hidrelétrica Itá tem uma potência instalada de 1450 MW.  Apenas como referência para a dimensão da usina, a capacidade de Itá corresponde a 50% da energia consumida pelo estado de Santa Catarina.

Um reservatório de 141 km² foi formado com a construção desse empreendimento.  Com isso, 4.457 famílias foram relocadas e reassentadas. Foram construídos 568 km de estradas, 2.413 metros de pontes e 15,5 km de ferrovias. Foram desenvolvidos durante a construção da usina 23 programas socioambientais.  Dentre eles, a restauração da faixa de vegetação ciliar, a implantação de um horto botânico, apoio às comunidades, resgate e preservação do patrimônio arqueológico e sociocultural e a criação de unidades de conservação.

Assessoria de Imprensa UPM

Matérias Relacionadas

Geral

Corpo de Padre Osnildo é sepultado no Seminário de Corupá

Toda a cerimônia foi restrita e não foi aberta para o público, seguindo as recomendações das autoridades de vigilância sanitária.
Corpo de Padre Osnildo é sepultado no Seminário de Corupá
Geral

Defesa Civil confirma a passagem de tornados em Santa Catarina

Os municípios mais afetados durante a tarde foram Vargem Bonita, Catanduvas, Água Doce, Tangará e Ibicaré, onde rajadas de vento provocaram destelhamento e destruição de edificações.
Defesa Civil confirma a passagem de tornados em Santa Catarina
Geral

Google transforma smartphones Android em sensores de terremotos

Recurso está sendo lançado inicialmente na Califórnia
Google transforma smartphones Android em sensores de terremotos
Economia

Ancine libera R$ 8,5 milhões para ajudar exibidoras de cinema

Recursos de fundo audiovisual vão socorrer 172 empresas
Ancine libera R$ 8,5 milhões para ajudar exibidoras de cinema
Ver mais de Geral