Geral

Identificado pintor que morreu após sofrer descarga elétrica em Jaraguá

Acidente ocorreu na rua Expedicionário Gumercindo da Silva na tarde desta quarta-feira (3).

03 Abr 2024 - 18h56Por Janici Demetrio
Identificado pintor que morreu após sofrer descarga elétrica em Jaraguá - Crédito: Reprodução / Diário da Jaraguá Crédito: Reprodução / Diário da Jaraguá

Foi identificado como Márcio Fontana, de 42 anos, o pintor que morreu após sofrer uma descarga elétrica na Rua Expedicionário Gumercindo da Silva, Centro de Jaraguá do Sul, na tarde desta quarta-feira (3).

Márcio estava sentado no telhado, quando o cabo do rolo de pintura encostou em uma fiação, provocando o choque. Ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e caiu de cima do estabelecimento. Os Bombeiros Voluntários e o Samu atenderam a ocorrência.

Os socorristas tentaram manobras de reanimação por cerca de 30 minutos, mas a morte do pintor foi confirmada ainda no local. Depois, o corpo foi recolhido pela Polícia Científica.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e região? Participe dos nossos grupos do WhatsApp ou no Telegram

Sintonize, siga e curta a Rádio Jaraguá em todas as plataformas

Insta: @radiojaragua

Face: /fmjaragua

Site: www.diariodajaragua.com.br

Matérias Relacionadas

Geral

Empresário de Jaraguá do Sul, Cleber Schulz, morre aos 45 anos

Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.
Empresário de Jaraguá do Sul, Cleber Schulz, morre aos 45 anos
Geral

Lunelli marca presença no Fashion Week apoiando coleções caracterizadas pela ousadia e originalidade

Companhia têxtil catarinense apresenta versatilidade para quatro coleções autorais
Lunelli marca presença no Fashion Week apoiando coleções caracterizadas pela ousadia e originalidade
Geral

Classificados da Rádio Jaraguá

Quer vender, comprar ou alugar? Confira as oportunidades disponíveis nessa sexta-feira (12).
Classificados da Rádio Jaraguá
Esportes

Chapecoense é condenada a pagar pensão até 2049 para família de chefe de segurança morto em acidente

Tribunal Superior do Trabalho determinou ainda que mulher e filhos sejam indenizados em R$ 600 mil. Ex-funcionário estava no voo da delegação do clube que matou 71 pessoas.
Chapecoense é condenada a pagar pensão até 2049 para família de chefe de segurança morto em acidente
Ver mais de Geral