Imobiliária Coralli
Geral

Ideli Salvatti será investigada por supostas irregularidades em compra de lanchas

17 Abr 2012 - 12h54

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República acolheu na manhã desta segunda-feira representação do PSDB para investigar a conduta da ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, no episódio envolvendo a compra de 28 lanchas-patrulha.

As lanchas foram encomendadas por R$ 31 milhões pelo Ministério da Pesca em 2009 e parte da conta foi paga enquanto Ideli comandava a pasta. O dono da fabricante das lanchas, a Intech Boating, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT de Santa Catarina, que bancou 81% dos custos da campanha derrotada de Ideli ao governo catarinense.

De acordo com o presidente da comissão, Sepúlveda Pertence, Ideli já se antecipou e apresentou explicações sobre as compras das lanchas.

- Ela apresentou esclarecimentos voluntariamente. Recebi o memorial do seu advogado, ainda não li, o relator (Américo Lacombe) é que está examinando o caso - disse Pertence, após o final da primeira metade da reunião, que ocorre em anexo do Palácio do Planalto.

Os conselheiros devem decidir depois se abrem um processo disciplinar contra Ideli, informou Pertence. A próxima reunião da comissão está marcada para 14 de maio.

Ideli contratou uma empresa de consultoria, a Entrelinhas Comunicação e Publicidade, para evitar o desgaste de sua imagem e também para reagir aos ataques que considera estar sofrendo nos últimos dias. Na semana passada, a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara aprovou convocação para a ministra falar sobre o episódio das lanchas.

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República também decidiu pedir mais informações ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, sobre os negócios de sua empresa de consultoria. Os conselheiros aplicaram ainda "censura ética" ao ex-diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) Luiz Antônio Pagot, por conta de suas declarações de que não cumpriria a "quarentena" enquanto aguardava a volta à iniciativa privada após deixar o serviço público.

Foi arquivado o caso da ministra da Cultura, Ana de Hollanda, que recebeu camisetas da escola de samba Império Serrano, depois de o ministério zerar a inadimplência da agremiação carioca, conforme revelado pelo jornal Correio Braziliense.

AGÊNCIA ESTADO

A NOTÍCIA

Matérias Relacionadas

Segurança

Ciretran vai ampliar atendimento no setor de captação de imagens

A informação é do delegado regional, Fabiano dos Santos Silveira
Ciretran vai ampliar atendimento no setor de captação de imagens
Segurança

Incêndio atinge apartamento no Jaraguá 99

Quando os bombeiros chegaram no local havia muita fumaça, mais já sem focos de incêndio ativo
Incêndio atinge apartamento no Jaraguá 99
Guaramirim

Suspeito de roubo é localizado, reconhecido e preso em Guaramirim

O crime ocorreu na segunda-feira, 28, por volta das 22h30min, momento em que um cidadão de 28 anos retornava do trabalho de bicicleta pela BR 280
Suspeito de roubo é localizado, reconhecido e preso em Guaramirim
Santa Catarina

Santa Catarina tem saldo positivo de 18,3 mil empregos em agosto, melhor resultado do Sul

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), pesquisa divulgada mensalmente
Santa Catarina tem saldo positivo de 18,3 mil empregos em agosto, melhor resultado do Sul
Ver mais de Geral