Campeonato Catarinense 2020
Geral

Hortas urbanas produzem comida saudável de graça no meio da rua

As hortas urbanas são plantadas em pequenos espaços públicos

15 Jun 2019 - 06h00Por Da Redação
Horta Linda, SCS /Brasília - Crédito: Reprodução / Momento AmbientalHorta Linda, SCS /Brasília - Crédito: Reprodução / Momento Ambiental

Horta urbana! A saída para a fome e para alimentação saudável agora está no meio das ruas e dos prédios. Esse movimento de metrópoles internacionais chegou ao Brasil e está fornecendo verduras e legumes orgânicos gratuitamente para pessoas de todas as classes sociais.

As hortas urbanas são plantadas em pequenos espaços públicos. Brasília já tem três exemplos que deram certo: um deles fica em um shopping center, que trocou flores por alimentos.

Os outros ficam em um praça da região central da capital, frequentada por dependentes químicos e ao lado de uma escadaria por onde passam milhares de pessoas todos os dia, que podem colher hortaliças gratuitamente para comer.

No Shopping JK, o canteiro de flores que leva para o estacionamento foi substituído por uma horta urbana de 200 metros quadrados, sem gastar um centavo a mais.Horta urbana no shopping

Os jardineiros agora plantam hortaliças que são distribuídas gratuitamente para os clientes e para alunos de uma escola pública que fica ao lado.

“Nós temos ervas medicinais, ervas aromáticas, alface, tomate, beringela, espinafre… Nos colhemos a cada 15 dias e distribuímos para comunidade e para a escola 42 que fica atrás do shopping”, disse Monaliza Maia, gerente de Marketing do Jk Shopping.

Na horta urbana do shopping os alunos também aprendem a plantar, colher e a comer alimentos saudáveis, que são preparados no colégio.

Horta urbana na área central

No Setor Comercial Sul, a menos de dois quilômetros do Congresso Nacional, outras duas hortas urbanas alimentam moradores em situação de rua e pedestres que passam pelo local.

Elas foram plantadas por voluntários e são mantidas pelos próprios moradores em situação de rua.

A Horta Linda, como é chamada, devolve aos dependentes químicos que dormem em baixo de marquises a oportunidade de ter contato com a terra, com a vida e com a produção da própria comida.

“Pra gente que faz uso de drogas, de álcool, poder ensinar a comer uma alface, ensinar que aquela alface pode melhorar sintomas do álcool, que um cheiro verde pode melhorar sua dor de cabeça, que o boldo melhora a dor de estômago… eu acho que é ensinar e empoderar que isso tudo é da gente e deles também”, diz Juma Santos, coordenadora ONG Tulipas do Cerrado.

Juarez Martins, coordenador do projeto Horta Linda começou a ideia junto com estudantes de psicologia da UNB e a ONG Tulipas do Cerrado. Ele lembra que o projeto deu certo porque não foi uma imposição.

“A gente fez uma pesquisa com eles para saber o que eles queriam plantar e colher aqui. As pessoas pediram ervas medicinais, cebolinha, pimenta… Aí a gente fez uma lista e foi montando esse kit que a gente trouxe pra ca”, lembra.

Hoje os moradores em situação de rua cuidam da horta e se alimentam dela também.

“Além desse ambiente ficar mais bonito, esse ambiente pode ser comida”, concluiu Juarez.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Política

Prefeito Lunelli descarta mudar o comando da secretaria de saúde em Jaraguá, como quer vereador da base

Prefeito Lunelli descarta mudar o comando da secretaria de saúde em Jaraguá, como quer vereador da base
Jaraguá do Sul

Jaraguá está entre as cidades consideradas infestadas pelo aedes Aegypti

Entre os dias 29 de dezembro de 2019 e 18 de janeiro de 2020 foram localizados no Estado 2.052 focos do Aedes
Jaraguá está entre as cidades consideradas infestadas pelo aedes Aegypti
Saúde

Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus em Santa Catarina e afirma que não há casos da doença no Brasil

Segundo o Ministério da Saúde, os coronavírus são uma grande família viral que causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais
Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus em Santa Catarina e afirma que não há casos da doença no Brasil
Geral

Grupo Malwee ganha prêmio Ser Humano pelo segundo ano consecutivo

Empresa é o destaque da categoria Gestão de Pessoas Administração
Ver mais de Geral