Imobiliária Coralli
Geral

Helicóptero tinha passado por revisão; corpo do preso é resgatado

09 Mai 2012 - 18h28

O helicóptero da Polícia Civil que caiu na tarde de ontem próximo a cidade de Piranhas (GO) havia passado por uma revisão entre a última sexta-feira (4) e segunda (7), segundo o governo de Goiás. Oito pessoas estavam na aeronave e voltavam da reconstituição de uma chacina. O suspeito está entre as vítimas.


Até a tarde de hoje, dois corpos já tinham sido resgatados. Um deles estava fora da aeronave e foi identificado como sendo do delegado Vinícius Batista da Silva. O outro estava carbonizado no interior do helicóptero e a polícia aponta como sendo de Aparecido Souza Alves, 23, pois ainda estava algemado.

A aeronave caiu quando a equipe da Polícia Civil retornava a Goiânia depois de uma reconstituição da chacina ocorrida em uma fazenda de Doverlândia (GO). Estavam no helicóptero mais quatro delegados e dois peritos. Os corpos deles só deverão ser resgatados após a conclusão da perícia, que ocorre desde a manhã de hoje.

Alves confessou ter degolado o dono de uma fazenda e outras seis pessoas no último dia 28. Outras três pessoas estão presas sob suspeita de cometer o crime junto com Alves.















  Benedito Braga/O Hoje/Folhapress  
Um helicóptero caiu na tarde desta terça; o suspeito Aparecido Souza Alves, 23, estava no helicóptero e morreu no acidente
O suspeito Aparecido Souza Alves, 23, estava no helicóptero que caiu nesta terça e morreu no acidente

CRIME

Sete pessoas foram mortas e degoladas no último dia 28 em uma fazenda no sul de Goiás. O crime aconteceu por volta das 17h no município de Doverlândia (a 403 km de Goiânia).

Além do fazendeiro Lázaro de Oliveira Costa, foram mortos seu filho, Leopoldo Rocha Costa, e o vaqueiro Eli Francisco da Silva, funcionário da fazenda.


As outras quatro vítimas --Miracy e Joaquim Manoel Carneiro, o filho do casal, Adriano, e a namorada dele, Tames Mendes da Silva-- eram amigos do fazendeiro e foram ao local para fazer uma visita.

Todos os corpos foram encontrados com cortes no pescoço que, segundo a polícia, chegavam quase à coluna das vítimas.

Na segunda-feira (30), a polícia prendeu Aparecido Souza Alves em flagrante. Ele tinha o tênis sujo de sangue e, com ele, foram encontrados um celular e uma carabina que pertenciam às vítimas.

FOLHA.COM.BR

Matérias Relacionadas

Economia

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena vai a R$ 50 milhões

Números sorteados no Concurso 2.302 foram 18, 22, 25, 27, 43, 44
Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena vai a R$ 50 milhões
Geral

Federação de Bancos alerta para aumento de fraudes durante a pandemia

Houve alta de 60% em tentativas de golpes financeiros contra idosos
Federação de Bancos alerta para aumento de fraudes durante a pandemia
Saúde

Covid-19: estudo com 50 mil pessoas aponta segurança da vacina chinesa

CoronaVac está na última etapa de estudos em humanos
Covid-19: estudo com 50 mil pessoas aponta segurança da vacina chinesa
Esportes

Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena

Primeiro-ministro do Japão e Thomas Bach iniciaram projeto de regras
Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena
Ver mais de Geral