Séculus
Grupo Malwee

Grupo Malwee investe em moda biodegradável

17 Fev 2016 - 18h54
Uma grande parte da população está experimentando o consumo consciente, mas sem deixar de lado a elegância e o estilo. Foi pensando nisso que o Grupo Malwee inovou e trouxe para o mercado uma linha fitness feita com fios de poliamida biodegradável. São peças que, a partir do momento que são descartadas (destinadas ao aterro sanitário) por não estarem mais em condição de uso, se desfazem em menos de três anos, causando pouco impacto ao planeta em comparação à poliamida convencional.

A novidade faz parte da linha fitness da Malwee Liberta, marca do Grupo Malwee, e tem como proposta oferecer roupas com design e tecnologia inovadora e sustentável. Isso porque cuidar do meio ambiente e promover ações sustentáveis para o consumo consciente fazem parte dos valores da empresa.

Com a mesma qualidade que os modelos tradicionais, as peças biodegradáveis se degradam em menos de três anos se descartadas adequadamente, enquanto a poliamida convencional pode levar décadas e até séculos para se decompor no aterro sanitário. Produzido com o fio Amni® Soul Eco, da Rhodia, que tem tecnologia brasileira, o material é de fácil lavagem, possui toque macio, e favorece a transpiração e absorção da umidade.


“Vale ressaltar que no guarda-roupa e no uso diário essas roupas têm a mesma durabilidade de um produto feito com fio convencional e permanecem com a mesma qualidade. O nosso maior desafio é pensar em moda com inovação e sustentabilidade, oferecendo aos clientes roupas que também apresentem conforto e design com preço competitivo. O compromisso do Grupo Malwee vai muito além dos processos de reaproveitamento da água, tecidos e economia de matérias-primas. Nós conseguimos alcançar essa meta também com o suporte da inovação que busca alternativas como o desenvolvimento das peças biodegradáveis”, revela a gestora de sustentabilidade, Taise Beduschi.

Estas peças foram lançadas na coleção de inverno 2014 da Malwee Liberta e integram todas as novas coleções da marca desde então. Atualmente, o Grupo Malwee oferta dois modelos biodegradáveis – calça legging e top. Com excelente durabilidade, os produtos são ideais para o cotidiano e para a prática de exercícios físicos. 

Nós temos um plano

A confecção das roupas biodegradáveis também faz parte do Plano 2020 do Grupo Malwee, que tem entre suas metas: quantificar o impacto ambiental de 100% dos produtos; alcançar 70% dos modelos produzidos utilizando matérias-primas ou processos que contribuam para o desenvolvimento sustentável. “O Grupo Malwee tem Inovação e Sustentabilidade como valores e investe sistematicamente no intuito de contemplar isso em toda a sua cadeia produtiva. Existe o verdadeiro objetivo em buscar novidades para as peças, mas com a preocupação de aliar conforto e qualidade. São quesitos fundamentais que os consumidores já esperam dos produtos das nossas marcas”, destaca o coordenador de Inovação, Edmundo Barbosa da Silva. 

Fio Amni® Soul Eco

O lançamento do primeiro fio biodegradável do mundo, o Amni® Soul Eco , da Rhodia, empresa do grupo Solvay, foi em 2014. Trata-se de um fio têxtil de poliamida 6.6, que foi aprimorado em sua formulação para permitir que roupas feitas a partir deste fio se decomponham rapidamente após serem descartadas em aterro sanitário. Após o descarte em local apropriado com 0% de oxigênio no ambiente, os agentes biodegradáveis do produto iniciam o processo natural de decomposição. Além disso, o Amni® Soul Eco tem a certificação internacional Oeko-tex (standard 100 classe 1), que atesta a segurança e a confecção de roupas para adultos, crianças e bebês.

Inovação e Sustentabilidade no DNA

Em 2014, através da Malwee Liberta o Grupo Malwee também lançou a primeira linha fitness que hidrata a pele. Aplicou nanotecnologia no processo têxtil e associou cosmética e moda para o bem-estar feminino. A linha com hidratante nanoencapsulado foi desenvolvida pelo Grupo Malwee em parceria com a Nanovetores, empresa que também tem sede em Santa Catarina. Toda a tecnologia empregada nas roupas é concebida de forma sustentável, com produtos naturais, livres de riscos para saúde e para o meio ambiente. Além disso, as nanocápsulas empregadas nas roupas são biodegradáveis.
 

GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Projeto para duplicação da SC-108 está pronto e deve ser licitado em breve

Segundo o deputado Vicente Caropreso o edital de licitação será de quase R$ 200 milhões.
Projeto para duplicação da SC-108 está pronto e deve ser licitado em breve
Geral

Prefeitura revitaliza pracinhas da Rua José Leier

É mais uma opção para os jaraguaenses aproveitarem o espaço para descanso e lazer
Prefeitura revitaliza pracinhas da Rua José Leier
Geral

[VÍDEO] Navio-veleiro Cisne-Branco da Marinha se choca contra ponte no Equador

Não houve feridos no acidente
[VÍDEO] Navio-veleiro Cisne-Branco da Marinha se choca contra ponte no Equador
Economia

Líderes da indústria de SC discutem reinvenção do setor em fórum da FIESC

O evento será híbrido, com participação presencial restrita a presidentes e executivos de empresas convidadas, além de ser transmitido pela internet
Ver mais de Geral