quinta, 20 de junho de 2019 - 18h10
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Geral

Governador Moisés conhece projeto da Marinha que deve gerar dois mil empregos diretos em Itajaí

O Programa Tamandaré, que investirá entre US$ 1,6 bilhão e US$ 2 bilhões na renovação da frota. A construção dos navios, ocorrerá de maneira escalonada, com a primeira entrega em 2024 e última em 2028

19 Mai 2019 - 06h00Por Governo do Estado de Santa Catarina
Governador Moisés conhece projeto da Marinha que deve gerar dois mil empregos diretos em Itajaí - Crédito: Julio Cavalheiro/Secom Crédito: Julio Cavalheiro/Secom

Um projeto da Marinha do Brasil que deve gerar dois mil empregos diretos e outros seis mil indiretos na cidade de Itajaí, por meio da construção de quatro navios de guerra. Esse é o Programa Tamandaré, que investirá entre US$ 1,6 bilhão e US$ 2 bilhões na renovação da frota. Detalhes do projeto foram apresentados ao governador Carlos Moisés por uma comitiva de oficiais da Marinha na tarde de quinta-feira (16), em reunião na Casa d’Agronômica.

Liderados pelo almirante de esquadra Luiz Henrique Caroli, os oficiais explicaram os benefícios que o empreendimento trará para o Litoral Norte do estado. O governador se mostrou empolgado com o projeto e colocou a estrutura do Governo à disposição.

“É um projeto importante que trará empregos e renda para o nosso estado. Ficamos honrados que Santa Catarina tenha sido escolhida para a construção dos navios. Nosso objetivo é trazer cada vez mais investimentos para cá”, disse Moisés.

O almirante Caroli explicou que a construção dos navios, a ser realizada no estaleiro Oceana, ocorrerá de maneira escalonada, com a primeira entrega em 2024 e última em 2028. A comitiva da Marinha também visitou a Fiesc na manhã de quinta-feira (16) e, na sexta-feira (17), foi recebido pela prefeitura de Itajaí.

Além de Moisés e dos oficiais da Marinha, também participou da reunião o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino.

“A empreitada no Estaleiro de Itajaí, com a construção de quatro fragatas modernas, traz sinais concretos e muito positivos para a retomada do crescimento da indústria naval catarinense. Além dos bilhões de dólares investidos e os milhares de empregos diretos e indiretos, este movimento incrementa a atividade econômica da região e cria vínculos com empresas catarinenses do setor”, destaca o secretário Esmeraldino. 


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Odontocop - Maio