Saúde

Gêmeas seguem internadas em Florianópolis

20 Jan 2012 - 19h43

Aos poucos as gêmeas Daffini e Stefani, de um ano e dois meses, se recuperam no Hospital Joana de Gusmão em Florianópolis.


Daffini que teve 30% do corpo queimado, está isolada em uma ala própria para queimados. Ela passou pela terceira cirurgia na tarde de ontem e não corre o risco de morte. Já a situação de Stefani é mais complicada, ela teve 85% do corpo queimado e ainda está na UTI.

Nesta manhã o repórter Daniel Filho conversou com o pai das gêmeas, Jucinei Peres de Lima, que está confiante na recuperação das filhas. Mas, afirma que elas precisam de doadores de sangue, tipo O negativa ou O positivo.

{Player#1}

Daniel Filho conversou também com Geraldo Tomm e Irineu Tomm, que estão arrecadando doações para a família.

{Player#2}

NOTÍCIA ANTERIOR

Problemas na rede elétrica podem ter sido a causa de um incêndio que destruiu uma casa na tarde desta segunda-feira (9)na Rua RI (rua irregular) 158, na Tifa Schmitt, em Ribeirão das Pedras. Dentro da residência estavam Ângela Peres de Lima e os três filhos, um menino de cinco anos e duas imãs gêmeas de um ano. Ângela disse no Hospital Jaraguá, onde os quatro foram atendidos que levou uma descarga elétrica, quando estava no banheiro, e desmaiou.


Um vizinho, que mora em uma casa no mesmo terreno, na parte mais alta, viu uma fumaça e foi até a casa do dono do imóvel avisar, pois achou que não havia ninguém na residência, que parecia estar fechada. Romeu Tomm, 36 anos, estava na casa dos pais quando o vizinho chegou para contar o que aconteceu. Todos correram para a residência que ficava em um terreno junto com outros imóveis alugados.

Quando chegaram, a mãe e o filho mais velho, Andrei Peres de Lima, já haviam escapado. Desesperada, a mulher gritou que as filhas estava no quarto. Romeu entrou na casa em chamas e encontrou uma das meninas engatinhando ma cozinha. " Ela tentava sair", contou Romeu. Ele agarrou a criança entregando-a para um vizinho. A segunda menina ele encontrou no quarto, em cima do colchão em chama, com o cabelo e a fralda pegando fogo. Ele disse que apagou as chamas com as mãos e correu com a criança para fora. " Foi quando o telhado desabou", disse Romeu.

A mãe e o menino com ferimentos leves foram liberados pelos médicos depois de atendidos no Hospital Jaraguá. As duas meninas, Stefani Peres de Lima e Dafni Peres de Lima, que sofreram queimaduras de 80% e 30% foram levadas pelo helicóptero Águia, de Joinville, para o Hospital Joana de Gusmão, em Florianópolis.

De acordo com o boletim médico do Hospital Joana de Gusmão, divulgado nesta manhã, Dafni Peres de Lima, que teve 30% do corpo queimado, não corre risco de morte ela está na ala de queimados do hospital. Já, o estado de Stefani Peres de Lima, que teve 80% do corpo queimado, é grave e ela está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Obras da rotatória da Bertha Weege começam na segunda-feira

Obras da rotatória da Bertha Weege começam na segunda-feira
Política

Caropreso pede que governo priorize solução para infestação de maruim

Deputado repercutiu assuntos tratados com secretário de Agricultura no norte catarinense e necessidade de reforço nas barreiras fitossanitárias
Caropreso pede que governo priorize solução para infestação de maruim
Geral

Justiça suspende pagamento de tarifa de pós-utilização no rotativo

Os usuários que estacionarem na Zona Azul da cidade e não efetuarem o pagamento, continuarão a receber o Aviso de Cobrança de Tarifa, mas somente poderão efetuar a quitação no prazo de até 10 minutos a partir do horário de emissão do aviso
Justiça suspende pagamento de tarifa de pós-utilização no rotativo
Saúde

Havan ajuda na compra de dois respiradores

Um deles foi doado para o Samu de Joinville e o outro para Barra Velha. Ambos vão atender os pacientes do município quando precisam ser transportados com urgência para hospitais da região
Ver mais de Geral