Unimed - Capa
Investigação

Fiscal preso por suspeita de cobrar propina responderá a processo administrativo na Prefeitura

30 Ago 2012 - 12h09

Uma portaria assinada ainda ontem, afastou das atividades o fiscal tributário da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Mauro Roberto Piccinini, acusado de cobrar propina de imobiliárias da cidade. Segundo disse ontem o delegado de polícia Leandro Miotto, o fiscal cobrava das imobiliárias para não aplicar multas por prováveis impostos que as mesmas deviam ao município. O secretário da Fazenda, José Olívio Papp, informa que além do afastamento, o servidor concursado responderá a um processo administrativo, com a possibilidade de se defender das acusações.

[jwplayer mediaid="70608"]

José Olívio Papp explica ainda que a Prefeitura recebeu uma denúncia de suposta cobrança de propina há cerca de dez dias. E informa ainda o que poderá acontecer com as empresas que aceitaram a proposta do fiscal, ou seja, que pagaram a propina a ele, em troca da extinção ou diminuição do valor da multa.

[jwplayer mediaid="70606"]

O secretário da Fazenda avalia ainda o fato de Piccinini ter sido aprovado em concurso público e contratado para trabalhar na Prefeitura mesmo após ter sido condenado anteriormente por peculato.

[jwplayer mediaid="70610"]

(ROGÉRIO TALLINI)

Matérias Relacionadas

Geral

Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci

A causa da morte não foi divulgada pela família. 
Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci
Geral

Morre Francisco, pai dos sertanejos Zezé di Camargo e Luciano

Ele estava internado em um  hospital particular em Goiânia há 14 dias
Morre Francisco, pai dos sertanejos Zezé di Camargo e Luciano
Geral

Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280 

Recurso administrativo requer alteração de projeto
Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280 
Geral

Portarias do Estado liberam uso de provadores e cursos livres para menores de 14 anos

A autorização para a prova de roupas, acessórios, bijuterias e calçados foi autorizada pela portaria da Secretaria de Estado da Saúde (SES) 883/2020, publicada na terça-feira (17)
Ver mais de Geral