família tradicional

Família tradicional perde espaço nos lares dos brasileiros, segundo pesquisa

28 Out 2016 - 10h40
Família tradicional perde espaço nos lares dos brasileiros, segundo pesquisa -

Metade dos lares de consumidores brasileiros já não conta com a composição familiar tradicional, representada por pai, mãe e filhos. Embora essa estrutura esteja presente em 50% das casas, sendo majoritária, outras formações têm crescido no País, como os monoparentais, compostos por pai ou mãe solteiro e filhos, alcançando 21%. Logo depois vem os domicílios de consumidores com casal sem filhos, totalizando 17%, e os consumidores solteiros, com 7%. Esses dados são da pesquisa Consumidor Brasileiro e foram gerados a partir de 1.933 entrevistas online, nas cinco macrorregiões do País, com público das classes A, B e C. O estudo foi realizado pela REDS, empresa da holding HSR Specialist Researchers, em parceria com o CIP (Centro de Inteligência Padrão).

Dentre as regiões estudadas, Norte e Nordeste possuem maior índice de consumidores em famílias tradicionais, com 53% e 51%, respectivamente. O Nordeste ainda divide o maior número de consumidores em lares monoparentais com o Centro–Oeste, somando 23% cada. Já a maior concentração de casais consumidores sem filhos, com 22%, está na região Sul.

“O Centro-Oeste concentra o maior número de lares singles e, por isso, mais incidência de pessoas com curso superior. Pode estar emergindo um novo consumidor nessa região”, ressalta Karina Milaré, diretora da REDS, empresa da holding HSR Specialist Researchers, que capitaneou o estudo Consumidor Brasileiro.


Metodologia – A pesquisa quantitativa Consumidor Brasileiro foi realizada pela REDS, em fevereiro de 2016, com 1.933 entrevistas online, em todas as regiões do País. O universo foi composto por homens e mulheres, entre 15 anos e 70 anos, das classes A, B e C (Critério Brasil), moradores dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, interior do Nordeste e região Norte, além das cidades de Salvador, Brasília, Campo Grande e Cuiabá. O estudo foi ponderado por classe social, sexo e região para reconstituir o perfil da população brasileira.

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Ciclone em SC: Celesc restabelece 95% do sistema elétrico catarinense

A passagem do chamado “ciclone bomba” causou danos significativos em todas as regiões, na última terça-feira
Ciclone em SC: Celesc restabelece 95% do sistema elétrico catarinense
Jaraguá do Sul

PEV fica de plantão para receber resíduos no fim de semana

PEV fica de plantão para receber resíduos no fim de semana
Educação

Rede municipal de ensino de Jaraguá do Sul é reconhecida como “Educação que faz a diferença”

A pesquisa, lançada recentemente, leva em conta as práticas exitosas mais comuns adotadas pelas redes
Rede municipal de ensino de Jaraguá do Sul é reconhecida como “Educação que faz a diferença”
Santa Catarina

Assistência Social de SC recebe R$ 7,5 milhões em recursos extraordinários

Todos os municípios catarinenses terão direito aos recursos extraordinários para utilização em benefícios eventuais
Assistência Social de SC recebe R$ 7,5 milhões em recursos extraordinários
Ver mais de Geral