GERAL

Ex-ministra relaciona suspeitos por morte de Marielle com família Bolsonaro

08 Mar 2019 - 14h52Por Daniel Weterman

A ex-ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres dos governos Dilma Rousseff, Eleonora Menicucci, relacionou os suspeitos pelo assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) com a família do presidente Jair Bolsonaro. No próximo dia 14 de março, o caso completa um ano.

"Ninguém foi preso, embora até as pedras da calçada do Rio de Janeiro saibam que os assassinos são milicianos com suspeita de proximidade com essa gente que está no poder", disse a ex-ministra ao representar a ex-presidente Dilma no recebimento do Prêmio Beth Lobo de Direitos Humanos de Mulheres, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Ao Broadcast Político, a ex-ministra negou que estivesse defendendo uma investigação da família Bolsonaro. "Eu só quero que apresentem os executores da Marielle Franco. Não sou eu, é a grande imprensa que já disse onde eles estão", afirmou.

Em dezembro, o jornal O Estado de S.Paulo revelou que, conforme as investigações, a vereadora foi morta porque milicianos acreditaram que ela podia atrapalhar os negócios ligados à grilagem de terras na zona oeste do Rio. Além disso, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) já homenageou e empregou pessoas ligadas a milicianos investigados no assassinato.

Damares

A ex-ministra petista criticou a atual titular da Pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, por sua atuação no cargo. "Ela não mostrou a que veio ainda. Ela só mostrou o lado dela de pastora, que eu tenho todo o respeito. Mas eu quero saber, como ministra de Estado, que eu fui, o que ela veio fazer ali, qual é o projeto dela", disse Eleonora. Ela classificou o governo de Jair Bolsonaro como uma "catástrofe", mas evitou levantar a bandeira em defesa de um impeachment do presidente. "Ele infelizmente foi eleito", finalizou.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Setor produtivo e parlamentares terão audiência com ministro da Infraestrutura

Em reunião semipresencial, nesta segunda-feira (17) representantes do COFEM e parlamentares debateram uma agenda conjunta de prioridades
Geral

Jaraguá do Sul é destaque no Dia Mundial da Reciclagem

Dados de uma pesquisa referente ao ano de 2020, revelaram que 91% da população entrevistada em nosso município pratica a reciclagem em suas residências.
Jaraguá do Sul é destaque no Dia Mundial da Reciclagem
Geral

Hoje é o Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia

Em 17 de maio de 1990 a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças. Desde então, a data é símbolo da luta por direitos humanos e pela diversidade sexual, contra a violência e o preconceito
Geral

Lez a Lez lança acessório fashionista com toda renda revertida para ONGs de apoio à causa animal

A iniciativa surgiu como uma forma de colaborar com as instituições que enfrentam ainda mais dificuldades em manter o trabalho de resgate e acolhimento a pets abandonados
Lez a Lez lança acessório fashionista com toda renda revertida para ONGs de apoio à causa animal
Ver mais de Geral