segunda, 24 de junho de 2019 - 15h13
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
Dengue

Encontrado mais um foco de mosquito Aedes aegypti em Jaraguá

24 Jun 2016 - 18h26
Encontrado mais um foco de mosquito Aedes aegypti em Jaraguá   -
Foi na garagem de uma transportadora, no bairro Vieira. Com isso, o número total de focos encontrados na cidade subiu para nove. Nesse momento, agentes de endemias trabalham num raio de 300 metros do foco para conscientizar a comunidade a eliminar possíveis criadouros do mosquito, como plásticos com água parada, garrafas expostas, ralos, calhas de chuva e caixa-d'água.

O supervisor do Programa Municipal de Controle da Dengue, Augusto Poffo, explica que os números são preocupantes, já que normalmente, nesta época de frio, os focos não deveriam ser encontrados com frequência. “O mosquito já se adaptou ao inverno. Vemos isso aqui no laboratório, com a análise das larvas do Aedes aegypti, que estão fortes e robustas, se adaptando muito bem ao frio. Por isso, não podemos deixar de eliminar água parada nessa época do ano”, relata.

Outra preocupação é com relação às cidades vizinhas, que estão com cada vez mais focos do mosquito e facilitam a entrada do Aedes em Jaraguá. Balneário Camboriú, por exemplo, tem 703 focos do mosquito da dengue. Itajaí, 395. Seguido de Itapema, com 162 focos; Joinville, com 127 focos; e Navegantes, com 83 focos. A tabela com os focos encontrados em todos os municípios catarinenses está disponível no site da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do estado, http://vigilantos.dive.sc.gov.br/vigilantos3/dengue_relatorio_programa/dengue_relatorio.pdf?ano=2016&type=pdf

“A partir do momento que tivermos o mosquito Aedes estabelecido em Jaraguá do Sul, não poderemos mais falar em eliminação do inseto, apenas em controle. E isso significa que poderemos ter transmissão de dengue, chikungunya e zica dentro do município, com graves consequências para a população, como a microcefalia. Precisamos lutar para evitar que isso aconteça. Também é importante que as gestantes evitem locais com muitos focos do mosquito”, alerta Poffo.