Unimed - Capa
Geral

Em parceria com entidades da região, ACIJS lança campanha de combate à violência doméstica

O conceito foi desenvolvido para mobilizar a comunidade em prol do assunto, dando um basta nos casos de agressão física e psicológica que aumentaram neste período de pandemia

28 Set 2020 - 16h56Por Da Redação
Em parceria com entidades da região, ACIJS lança campanha de combate à violência doméstica - Crédito: Divulgação / 14º BPM Crédito: Divulgação / 14º BPM

O conceito foi desenvolvido para mobilizar a comunidade em prol do assunto, dando um basta nos casos de agressão física e psicológica que aumentaram neste período de pandemia.

Multivacinação

O isolamento social tem alterado a vida de todos nós. No entanto, para algumas famílias, enquanto os números do coronavírus crescem lá fora, dentro de casa avançam os casos de violência. Se, antes, as vítimas já não se sentiam seguras para denunciarem, agora, convivendo 24 horas por dia com seus agressores, muitas delas preferem o silêncio.

Esse tema precisa ser discutido e abraçado por toda a comunidade. Por isso, em parceria com o 14º Batalhão de Polícia Militar, a Delegacia da Mulher de Jaraguá do Sul, a Associação Brasileira de Recursos Humanos de Santa Catarina (ABRH-SC), a Vêmais e a agência Oodles, a Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (ACIJS) lança a campanha de combate à violência doméstica.

As peças têm como objetivo não somente conscientizar sobre o problema, mas mobilizar todos aqueles que estão envolvidos direta ou indiretamente para que denunciem e informem as autoridades sobre os casos, sejam eles de violência física ou psicológica contra mulheres, idosos ou crianças.

Muitas vítimas têm dificuldade, inclusive, de reconhecer que estão em uma relação de violência. Por isso é tão importante ter informação e saber que há uma rede de acolhimento e proteção. Amigos e familiares também precisam estar atentos e fazerem a sua parte denunciando nos números 181 ou 190.

Para atingir o maior número de pessoas, a campanha terá veiculação on-line e off-line e será dividida em duas fases, para conversar com diferentes públicos.  A etapa atual trará como mensagem “O silêncio mais ensurdecedor é aquele que fere”. A proposta foi desenvolvida para reforçar que não externalizar situações de violência resulta em dor, sofrimento, angústia e, quando nos calamos, tornamos o agressor ainda mais forte.

O apoio da ACIJS nesse projeto vem ao encontro de seu histórico de envolvimento e engajamento em questões sociais, mostrando-se integrada às demandas da comunidade e atuando como um importante agente na captação de recursos.

Texto: divulgação Agência Oodles


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região?CLIQUE AQUIe receba diretono seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Geral

Confira o regramento para limpeza nos cemitérios municipais de Jaraguá

Na próxima segunda-feira, dia 2 de novembro, é celebrado o Dia de Finados, data reservada para momentos de oração aos entes que já faleceram.
Confira o regramento para limpeza nos cemitérios municipais de Jaraguá
Educação

Escolas municipais de Jaraguá recebem alunos com dificuldades no ensino remoto

Os demais estudantes continuam com o ensino a distância
Escolas municipais de Jaraguá recebem alunos com dificuldades no ensino remoto
Santa Catarina

Coronavírus em SC: Santa Catarina empresta monitores para o estado do Amazonas

O empréstimo foi definido após contato entre o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e o Ministério da Saúde (MS)
Coronavírus em SC: Santa Catarina empresta monitores para o estado do Amazonas
Saúde

“Jamais esteve sob análise privatizar o SUS”, diz Guedes

Ministro falou na audiência virtual da Comissão Mista do Congresso
“Jamais esteve sob análise privatizar o SUS”, diz Guedes
Ver mais de Geral