Joaçaba Pneus
Geral

Dirigente deixa CDHU após culpar moradores por problemas em casas

27 Jan 2012 - 20h47

Dirigente da CDHU (órgão estadual de habitação), Milton Vieira de Souza Leite deixou o cargo nesta sexta-feira (27) após culpar o "nível de educação" do "pessoal que veio da favela" por problemas apresentados em casas entregues pelo governo do Estado em Ribeirão Preto (SP).


Em entrevista à Folha, ao ser questionado sobre os motivos dos problemas nas casas, Vieira declarou: "A gente conhece o nível de educação [dos moradores]... O pessoal veio da favela. Não está acostumado a viver em casa".

Segundo a assessoria Secretaria de Estado da Habitação, Leite pediu demissão. A assessoria informou ainda que as declarações de Leite não refletem a posição e o pensamento da CDHU.

"A CDHU pede desculpas pelas declarações do seu ex-representante e ressalta que a empresa orienta todos os funcionários e prestadores de serviço a atender e acolher as famílias sempre buscando a satisfação dos moradores", disse nota da pasta.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), qualificou como "errada e preconceituosa" a declaração do dirigente, e chamou o diretor para dar explicações.

No último dia 4, após a Folha revelar diversas falhas no conjunto habitacional Paulo Gomes Romeu, a Croma --construtora responsável pela obra-- disse que resolveria os problemas em 20 dias.

Parte das casas foi entregue por Alckmin no final de dezembro e dias depois já apresentava as falhas.

A reportagem voltou ao local ontem e anteontem e constatou que 12 de 16 casas continuam com problemas, como vazamentos nas pias, fissuras nas paredes e portas e janelas que não fecham.

OUTRO LADO

Leite foi procurado duas vezes pelo celular nesta sexta-feira para comentar a nota emitida pela assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Habitação, mas não foi encontrado.


Sobre os problemas apresentados na casa, a CDHU informou, ainda em nota, que a construtora Croma está à disposição para atender os moradores, mas reiterou que "os problemas apresentados não são de origem estrutural".

A nota disse ainda que o vazamento na pia de uma das casas visitadas pela CDHU é um problema surgido depois da entrega do imóvel.

Sobre as janelas que não fecham, a assessoria diz que "o trinco estava danificado por ter sido forçado de maneira irregular". Já sobre as fissuras na parede, "ocorreu um deslocamento de um batente, abalado por impacto físico", segundo a nota.

FOLHA.COM

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Festivais da Canção de Jaraguá têm número recorde de inscritos

O evento não terá a participação de público,  por causa da pandemia, com transmissão on-line e ao vivo, com  link de acesso informado pela Secel na próxima semana.
Festivais da Canção de Jaraguá têm número recorde de inscritos
Geral

Fujama recolhe cobra falsa-coral encontrada dentro de um veículo

As diferenças entre as cobras corais e as falsas-corais não são tão fáceis de identificar, por isso, é importante que as pessoas não mexam ou tentem captura-las
Fujama recolhe cobra falsa-coral encontrada dentro de um veículo
Geral

Câmara volta a aprovar atualização nas regras do serviço funerário em Jaraguá

Eles já haviam aprovado um projeto sobre o mesmo tema no dia 4 de maio. Porém, foram adicionadas emendas à matéria e o Executivo vetou o projeto alegando que as alterações desconfiguraram o projeto de lei original
Geral

IFSC abre primeiro curso gratuito de especialização em Jaraguá

O curso terá duração de um ano e meio e a seleção dos candidatos será por sorteio
IFSC abre primeiro curso gratuito de especialização em Jaraguá
Ver mais de Geral