Imobiliária Coralli
Geral

Dilma Rousseff determina reforço no apoio técnico emergencial para as localidades afetadas pelas chuvas

09 Jan 2012 - 21h07

A presidenta Dilma Rousseff determinou, nesta segunda-feira, durante reunião com seis ministros e o secretário Nacional de Defesa Civil, que as ações dos centros de monitoramento de operação (postos avançados de integração das defesas civis municipais, estaduais e federal) nos estados sejam reforçadas a partir da criação da Força Nacional de Apoio Técnico de Emergência.


Dessa forma, o governo pretende articular de forma mais eficiente os diversos órgãos do governo federal, visando a efetivar medidas de prevenção e enfrentamento aos desastres naturais. Entre as ações previstas está o envio, em caráter emergencial, de 35 geólogos e 15 hidrólogos a Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, estados que têm enfrentado dificuldades.

De acordo com o governo, as próximas 48 horas serão de grande risco para esses estados. "Nossa previsão é que, a partir de quarta ou quinta-feira, o tempo deve melhorar, mas os centros [de monitoramento de operação] permanecerão funcionando até o final de março", disse o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra.

- Serão 48 horas de mobilização muito intensa da Defesa Civil. Hoje há um alerta de risco alto para [as cidades mineiras] Belo Horizonte, Ouro Preto e Juiz de Fora. Foram 164 deslizamentos só em Ouro Preto. As cidades da Grande Vitória (ES) e os municípios da serra do Rio de Janeiro estão em alerta - informou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloízio Mercadante. Segundo ele, o governo já contabiliza 2,5 milhões de pessoas afetadas pelas chuvas.

Os ministros informaram que a presidenta solicitou que sejam tomadas as providências necessárias para que as populações das cidades em situação de emergência e de calamidade possam receber os benefícios de prestação continuada, e que o pagamento do Bolsa Família seja antecipado para as populações diretamente atingidas pelas chuvas. O governo já estuda também a liberação do Fundo de Garantida do Tempo de Serviço (FGTS) para a reconstrução de moradias destruídas pelas enchentes.

Mercadante anunciou, ainda, a compra e a adequação de radares que ajudarão na coleta de informações técnicas sobre o clima.

- Serão adquiridos quatro novos radares meteorológicos para entrarem em funcionamento na Bahia, Espírito Santo, Alagoas e São Paulo. Os novos radares vão se somar aos 23 já existentes - disse. O ministro disse que o governo comprará 1,5 mil radares automáticos pluviométricos. A estimativa de custo desse equipamento supera R$ 4 bilhões.

Na opinião dos ministros da Integração e da Ciência e Tecnologia, os investimentos preventivos foram aplicados corretamente e já apresentam resultados, apesar da ocorrência de tragédias.


- A presidenta Dilma está priorizando os investimentos em prevenção. Só que essa mudança de gasto com reconstrução vai demandar tempo. Não é uma agenda apenas para um governo, é uma agenda para uma geração. A população cresceu, foi morar de forma irregular em áreas de risco e não havia investimento público em moradia - disse Bezerra.

Os ministros Fernando Bezerra e Aloízio Mercadante manifestaram pesar e solidariedade às vítimas do deslizamento ocorrido nesta madrugada na cidade de Sapucaia, centro-sul fluminense. De acordo com a Secretaria de Estado da Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, oito casas foram atingidas na localidade e a possibilidade é de que ainda haja entre 15 e 20 pessoas soterradas.

Participaram da reunião com a presidenta os ministros dos Transportes, Paulo Sérgio Passos; da Ciência e Tecnologia, Aloízio Mercadante; da Integração, Fernando Bezerra; da Saúde, Alexandra Padilha; interino da Defesa, Enzo Peri; e da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e os secretários de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento, do Ministério de Ciência e Tecnologia, e Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana Filho.

 

AGÊNCIA BRASIL

DIÁRIO CATARINENSE

Matérias Relacionadas

Geral

Federação de Bancos alerta para aumento de fraudes durante a pandemia

Houve alta de 60% em tentativas de golpes financeiros contra idosos
Federação de Bancos alerta para aumento de fraudes durante a pandemia
Saúde

Covid-19: estudo com 50 mil pessoas aponta segurança da vacina chinesa

CoronaVac está na última etapa de estudos em humanos
Covid-19: estudo com 50 mil pessoas aponta segurança da vacina chinesa
Esportes

Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena

Primeiro-ministro do Japão e Thomas Bach iniciaram projeto de regras
Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena
Segurança

[VÍDEO] Polícias Militar e Civil procuram informações sobre homem que assaltou estabelecimentos em Guaramirim

O rapaz de aproximadamente 1,60, cabelo enrolado, sempre usa boné e máscara, cometeu pelo menos dois crimes no Centro
[VÍDEO] Polícias Militar e Civil procuram informações sobre homem que assaltou estabelecimentos em Guaramirim
Ver mais de Geral