Geral

Dias ensolarados são um desafio à saúde para quem trabalha exposto ao sol

01 Fev 2012 - 20h37

Objeto de desejo para quem está de férias, os dias ensolarados também são um desafio à saúde para quem trabalha diretamente exposto ao sol ou, então, sai do ambiente gelado dos locais com ar-condicionado para encarar as agruras da rua.

Em manhãs e tardes como as de ontem, quando os termômetros superaram a marca dos 30°C em Florianópolis, os riscos para os trabalhadores se potencializam.

Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia em Santa Catarina, Dra. Sílvia Maria Schmidt, apenas o uso de protetores solares não é garantia de proteção.

- É preciso um conjunto de ações, como o uso de vestimentas adequadas e cuidar sempre com a hidratação ao longo do dia - explica Sílvia.

A pedido da Hora, a médica avaliou cinco casos e deu dicas de como as pessoas podem se proteger.

Sobre duas rodas

Há mais de seis anos, Nelmo Coutinho, 35 anos, passa a semana sobre duas rodas. Trabalhando como mototaxista no Centro de Florianópolis, é no Verão que ele sofre mais. Além do calor do motor da moto e do trânsito mais parado, o sol forte é um inimigo diário. Mas a vivência lhe rendeu alguns ensinamentos práticos:

- Bem cedinho, como tem até um friozinho, uso roupas pretas. Depois, no final da manhã, troco para camiseta branca, pra aliviar um pouco o calorão - ensina.

Dica da doutora

::: "Um dos principais cuidados com a pele que um profissional como Nelmo precisa ter é usar filtro solar nas áreas expostas e reaplicar ao menos duas vezes por dia. Sem dúvida, deve ingerir muito líquido, com intervalos regulares".

Metade bronzeado

Aos 43 anos, o motorista de ônibus na Capital Rogério Cardoso ouve brincadeiras sobre o seu bronzeado: um lado do corpo fica mais exposto:

- Os amigos ficam dizendo que peguei só meia praia - diverte-se.

Dica da doutora

:::
" Use filtro solar e reaplique durante o trabalho. Mesmo através do vidro, pode sofrer queimaduras".

Orientação precisa

Inspetor da Guarda de Trânsito, Alex Silveira, 28 anos, está acostumado a encarar motoristas estressados. O que o faz penar é o sol escaldante. Ele sempre leva a garrafinha d'água:

- Não descuido da hidratação.

Dica da doutora

::: "Sempre que possível, ele deve procurar um local com sombra, mesmo em intervalos pequenos".

O dia inteiro

O calor é o pior inimigo do peão de obras Alex Miranda Cunha, 19 anos, que trabalha das 7h30min às 18h30min exposto ao sol. O uniforme aumenta o desconforto. Ele passa protetor fator 30, mas termina o dia vermelho:

- Quando faz sol o dia todo, dá vontade de desistir.

Dica da doutora


::: "É necessária a ingestão de líquidos e o uso de roupas que cubram o corpo contra o reflexo do asfalto, que é o mesmo que o da areia da praia."

Choque

O advogado Jacques de Andrade e Silva, 42, trabalha em um escritório no Centro de Florianópolis e sofre com os choques térmicos do ar-condicionado.

Dica da doutora

::: "Use hidratante ou filtro solar mais gorduroso. O ar frio resseca a pele."

Dicas sempre válidas

::: O protetor deve ser de fácil absorção, sem perfume, já que será usa

Objeto de desejo para quem está de férias, os dias ensolarados também são um desafio à saúde para quem trabalha diretamente exposto ao sol ou, então, sai do ambiente gelado dos locais com ar-condicionado para encarar as agruras da rua.

Em manhãs e tardes como as de ontem, quando os termômetros superaram a marca dos 30°C em Florianópolis, os riscos para os trabalhadores se potencializam.

Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia em Santa Catarina, Dra. Sílvia Maria Schmidt, apenas o uso de protetores solares não é garantia de proteção.

- É preciso um conjunto de ações, como o uso de vestimentas adequadas e cuidar sempre com a hidratação ao longo do dia - explica Sílvia.

A pedido da Hora, a médica avaliou cinco casos e deu dicas de como as pessoas podem se proteger.

Sobre duas rodas

Há mais de seis anos, Nelmo Coutinho, 35 anos, passa a semana sobre duas rodas. Trabalhando como mototaxista no Centro de Florianópolis, é no Verão que ele sofre mais. Além do calor do motor da moto e do trânsito mais parado, o sol forte é um inimigo diário. Mas a vivência lhe rendeu alguns ensinamentos práticos:

- Bem cedinho, como tem até um friozinho, uso roupas pretas. Depois, no final da manhã, troco para camiseta branca, pra aliviar um pouco o calorão - ensina.

Dica da doutora

::: "Um dos principais cuidados com a pele que um profissional como Nelmo precisa ter é usar filtro solar nas áreas expostas e reaplicar ao menos duas vezes por dia. Sem dúvida, deve ingerir muito líquido, com intervalos regulares".

Metade bronzeado

Aos 43 anos, o motorista de ônibus na Capital Rogério Cardoso ouve brincadeiras sobre o seu bronzeado: um lado do corpo fica mais exposto:

- Os amigos ficam dizendo que peguei só meia praia - diverte-se.

Dica da doutora

:::
" Use filtro solar e reaplique durante o trabalho. Mesmo através do vidro, pode sofrer queimaduras".

Orientação precisa

Inspetor da Guarda de Trânsito, Alex Silveira, 28 anos, está acostumado a encarar motoristas estressados. O que o faz penar é o sol escaldante. Ele sempre leva a garrafinha d'água:

- Não descuido da hidratação.

Dica da doutora

::: "Sempre que possível, ele deve procurar um local com sombra, mesmo em intervalos pequenos".

O dia inteiro

O calor é o pior inimigo do peão de obras Alex Miranda Cunha, 19 anos, que trabalha das 7h30min às 18h30min exposto ao sol. O uniforme aumenta o desconforto. Ele passa protetor fator 30, mas termina o dia vermelho:

- Quando faz sol o dia todo, dá vontade de desistir.

Dica da doutora

::: "É necessária a ingestão de líquidos e o uso de roupas que cubram o corpo contra o reflexo do asfalto, que é o mesmo que o da areia da praia."

Choque

O advogado Jacques de Andrade e Silva, 42, trabalha em um escritório no Centro de Florianópolis e sofre com os choques térmicos do ar-condicionado.

Dica da doutora

::: "Use hidratante ou filtro solar mais gorduroso. O ar frio resseca a pele."

Dicas sempre válidas

::: O protetor deve ser de fácil absorção, sem perfume, já que será usado todos os dias.

::: Deve proteger dos raios tipo UVB (ultravioleta B) e UVA (ultravioleta A), os dois tipos principais de radiação solar.

::: Deve-se aplicar 20 ou 30 minutos antes da exposição solar e reaplicar ao longo do dia.

::: Sempre que houver alguma lesão na pele, consultar um dermatologista.

do todos os dias.

::: Deve proteger dos raios tipo UVB (ultravioleta B) e UVA (ultravioleta A), os dois tipos principais de radiação solar.


::: Deve-se aplicar 20 ou 30 minutos antes da exposição solar e reaplicar ao longo do dia.

::: Sempre que houver alguma lesão na pele, consultar um dermatologista.

HORA DE SANTA CATARINA

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Leão baio invade propriedade e assusta moradores em Ituporanga

O animal invadiu um terreno no bairro Cerro Negro e não conseguiu mais sair. Segundo informações dos bombeiros, no local haviam alguns pavões
Leão baio invade propriedade e assusta moradores em Ituporanga
Geral

Corpo de Jairê Engler será velado na Corporação dos Bombeiros de Schroeder 

Comandante morreu no início da tarde desta sexta-feira (14) vítima de acidente de trânsito
Corpo de Jairê Engler será velado na Corporação dos Bombeiros de Schroeder 
Geral

Comunidade lamenta a morte do comandante dos Bombeiros de Schroeder

Pelas redes sociais, diversas pessoas se manifestaram, lamentando a partida precoce de Jairê Michel Engler, 26 anos
Comunidade lamenta a morte do comandante dos Bombeiros de Schroeder
Geral

Corporações da região se unem para cumprir escala de plantão em Schroeder

Comandante, Jairê Michel Engler, 26 anos, morreu nesta sexta-feira (14) vítima de acidente
Corporações da região se unem para cumprir escala de plantão em Schroeder
Ver mais de Geral