Imobiliária Coralli
Dia da Família na escola

Dia da Família na Escola integra pais, filhos e comunidade em torno da Educação

10 Abr 2017 - 12h55
Dia da Família na Escola integra pais, filhos e comunidade em torno da Educação -

A estimativa é de que cerca de 800 mil pessoas tenham participado das atividades do Dia da Família na Escola neste segundo ano de realização em todo o Estado, sendo na região algo em torno de 15 mil.

Neste sábado, escolas da rede pública e nas unidades do SENAI e SESI, em Jaraguá do Sul, receberam pais e filhos que foram conhecer a estrutura de salas de aulas, laboratórios e outros ambientes de formação e lazer colocados à disposição para a comunidade pelas entidades. Destas atividades, destaques para oficinas de maquiagem, sessões de leitura para as crianças, jogos educativos, prática de esportes e visitas monitoradas aos laboratórios e orientações sobre cursos.

Poliomelite


 A programação agradou o casal Vilson e Ediele Cardoso, contentes pela oportunidade de entretenimento proporcionada à pequena Larissa, de apenas 1 ano e dois meses, atenta à narração de histórias pela educadora do SESI. Moradores de Guaramirim, esta foi a primeira vez que eles participaram das atividades do Dia da Família na Escola, uma chance que o operário teve de mostrar onde estuda para a esposa e filha.

“Gostei bastante de ter vindo, a gente quase não tem estas possibilidades de um lazer e de conhecer um ambiente de ensino”, diz Ediele. O marido cursa o ensino básico no SENAI e faz planos para continuar os estudos e também incentivar a esposa, que se diz motivada porque sabe onde deixar a filha pequena durante o horário de trabalho. “Num dia como hoje a gente vê como as crianças são bem tratadas pelos professores”, completa.

Robson Sismer, de Jaraguá, e Gilson Cardoso, que há 9 anos veio de Canoinhas para buscar uma oportunidade de trabalho na cidade, também ficaram satisfeitos em conhecer o que o SESI e o SENAI proporcionam na formação para o trabalho. Aluno do ensino médio, Robson é pai de 3 filhos e diz que voltar a estudar representou uma conquista importante. Gílson já concluiu o ensino médio e afirma que a meta agora é incentivar a esposa e os dois filhos, de 6 e 12 anos, a seguir o mesmo caminho. “Quero investir na educação deles porque sei que é o melhor para o futuro”, afirma.

Formar cidadãos melhores 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, disse que a família influencia no rendimento escolar dos alunos. “Por isso, estamos fazendo esse movimento e conclamando todos os pais a acompanharem a vida escolar dos filhos. Isso traz resultados muito positivos [para o estudante] na formação escolar e, mais tarde, como cidadão e como bom profissional”, afirmou lembrando que esse entendimento está se disseminando nas escolas do SESI e do SENAI e nas escolas públicas. “Queremos formar bons profissionais, mas também bons cidadãos que se integram na sua comunidade e oferecem uma parte do seu tempo para trabalhos voluntários, além da ética e da responsabilidade social que fazemos questão de discutir e repassar para nossos alunos”, disse. Côrte também ressaltou que a aprovação do novo sistema de ensino médio e do novo currículo de base nacional são avanços importantes para recuperar o tempo perdido e a distância que separa o Brasil dos países mais desenvolvidos em termos de educação.


Para o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, o jovem precisa identificar valor em tudo o que faz. “E quando você traz a família para a escola, pelo exemplo, os pais estão demostrando para o jovem e para a criança que o processo educacional é algo muito valoroso que vai ter muita influência no futuro da vida deles. Essa presença faz com que o jovem comece a identificar isso. Por isto, a importância da participação da família no ambiente escolar”, avaliou. Segundo Deschamps, o movimento da família na escola resulta muito do trabalho de parceria que tem acontecido em Santa Catarina e na sociedade de abraçar a questão educacional. “O movimento Santa Catarina pela Educação prova que é possível unir setor público, o terceiro setor, a iniciativa privada e a sociedade de maneira geral em prol da educação”.


Estado é pioneiro na iniciativa no Brasil 

Santa Catarina foi o primeiro Estado brasileiro a instituir oficialmente o Dia Estadual da Família na Escola, por meio da lei 16.877, de 15 de janeiro de 2016. A iniciativa foi do Movimento Santa Catarina pela Educação, a partir da campanha Pais pela Educação (tema central do Movimento em 2014), com a percepção de que a participação mais intensa dos familiares contribui para o desenvolvimento escolar dos estudantes. A proposta foi acatada pelo Governo do Estado e pela Assembleia Legislativa, onde foi aprovada por unanimidade.

 Movimento Santa Catarina pela Educação


O Movimento Santa Catarina pela Educação é uma iniciativa desenvolvida pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) desde 2012, com participação do SESI e do SENAI. Obteve a adesão das federações patronais e dos serviços de aprendizagem e social do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio, Senac e Sesc), Agricultura (FAESC e Senar) e Transportes (Fetrancesc, Sest e Senat), além das entidades representativas dos trabalhadores das indústrias e de instituições públicas, como a Secretaria de Estado da Educação e a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-SC). Seus principais desafios são de proporcionar a todos os trabalhadores catarinenses a escolaridade básica completa até 2024 e formação profissional e tecnológica compatível com a função, com foco na educação para o mundo do trabalho e na articulação e influência social na educação de Santa Catarina.



 

 

 

 

Matérias Relacionadas

Geral

Prorrogado o prazo para solicitar a renda emergencial pela Lei Aldir Blanc

A solicitação deve ser feita por meio da plataforma MapaCulturalSC. Antes de fazer a inscrição será necessário fazer o cadastro na mesma plataforma.
Prorrogado o prazo para solicitar a renda emergencial pela Lei Aldir Blanc
Geral

Homem morre após ser atingido por árvore em Massaranduba

O acidente ocorreu na estrada Picinini, bairro Primeiro Braço do Norte.
Homem morre após ser atingido por árvore em Massaranduba
Economia

ACIJS debate, em evento online, a Indústria 4.0 como fator de competitividade para vencer a crise

Um dos efeitos da crise gerada pela Covid-19 no setor produtivo, mas refletindo no mercado como um todo, é a transformação digital em diversos segmentos da economia
ACIJS debate, em evento online, a Indústria 4.0 como fator de competitividade para vencer a crise
Santa Catarina

Acompanhe o processo do segundo impeachment contra o governador

Acompanhe o processo do segundo impeachment contra o governador
Ver mais de Geral