CMG - Setembro
Geral

Demanda por energia sobe 4,9% em janeiro, informa ONS

08 Fev 2013 - 20h02

Dados preliminares, divulgados hoje (8) pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), mostram que a energia demandada (carga de energia) do Sistema Interligado Nacional subiu 4,9% em janeiro, em comparação a igual mês do ano passado. Nos últimos 12 meses, foi registrada alta de 4,5%. Em relação a dezembro de 2012, a variação, porém, foi negativa (-0,6%).


O nível de utilização da capacidade instalada da indústria apresentou ligeira elevação em janeiro (84,4% contra 84,1% em dezembro), de acordo com dados da Fundação Getulio Vargas - superando a média histórica dos últimos cinco anos (83,6%), segundo o ONS.

Influenciou também o resultado de janeiro as temperaturas mais amenas para esta época do ano, em especial no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, responsável por 60% da carga total do sistema interligado.

O maior aumento da carga em janeiro ocorreu no subsistema Nordeste (8,5%). Técnicos do ONS explicam que a alta ocorreu em razão do tempo seco nas áreas litorâneas. Com isso, o consumo de energia aumentou por causa do uso e compra de aparelhos de ar-condicionado, sobretudo pelos consumidores residenciais. Em relação a dezembro, a alta atingiu 1,3%. Nos últimos 12 meses, a expansão chegou a 7,3%.

No subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o aumento foi 4,8% contra o mesmo mês do ano anterior. Segundo o ONS, o resultado foi influenciado porque as temperaturas ficaram abaixo das esperadas para o período, reduzindo a demanda de energia para refrigeração. Na comparação com dezembro, houve queda (-1,9%). No acumulado de 12 meses, a carga elevou 4%.


O subsistema Sul registrou taxa de crescimento da carga de 4,3% em janeiro. Em comparação a dezembro, a variação se manteve positiva, mas em menor escala (2%). No período de 12 meses, a expansão da carga alcançou 5,4%. O aumento acompanha o desempenho econômico da região, em especial da agroindústria, salientou o ONS.

Já o subsistema Norte mostrou queda da carga de 1,3% em janeiro em relação a igual mês de 2012, devido à redução temporária do consumo de energia pelos setores de alumínio, níquel e ferro, considerados grandes consumidores. Na comparação com dezembro, o aumento chegou a 0,8%, e no acumulado de 12 meses, alta de 0,6%.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Economia

Intenção de consumo das famílias cresce 0,3% em setembro, diz CNC

Foi a segunda alta consecutiva do indicador, que atingiu 92,5 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos, o melhor resultado desde fevereiro (98,5 pontos)
Intenção de consumo das famílias cresce 0,3% em setembro, diz CNC
Educação

Estudantes de escola pública criam app para ensinar Libras

A ideia surgiu depois da chegada de dois alunos surdos à turma do 4º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Arnaldo Grin
Estudantes de escola pública criam app para ensinar Libras
Geral

Brasileira vence prêmio da ONU por purificar água com radiação solar

O Aqualuz é um filtro inovador que purifica a água da chuva coletada por cisternas instaladas em áreas rurais, onde a água filtrada não é acessível
Brasileira vence prêmio da ONU por purificar água com radiação solar
Santa Catarina

IMA define cronograma de ações para recuperar área queimada no Parque da Serra do Tabuleiro

Além disso, também está programada a continuidade do trabalho de retiradas de pinus do Parque, principalmente, da região atingida pelo fogo
IMA define cronograma de ações para recuperar área queimada no Parque da Serra do Tabuleiro
Ver mais de Geral